• Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher

Câncer de Mama em Cães e Gatos: Dicas de prevenção!

Outubro Rosa: previna o câncer de mama em cães e gatos.

Estamos no final de outubro, o mês mundial de combate ao câncer de mama. E ontem, examinando as tetinhas dos meus cachorros pensei: "Nossa! A gente pode prevenir ou diagnosticar precocemente o câncer de mama em cães e gatos".

E já vou logo afirmando: sim, os cães e gatos machos também podem sofrer da doença, embora em menor número do que as fêmeas. Vamos lá?!

Câncer de Mama em Cães e Gatos

Câncer de mama em cachorros e gatos


Em qual idade é mais comum surgir a doença?


A doença surge, com mais frequência, em cachorros de 7 a 12 anos, mas pode aparecer em qualquer idade.



Castrar o animal previne o câncer de mama?


A castração pode reduzir o risco de desenvolver câncer para até 0,5%. “Castrar é um ato de amor! Além de diminuir o grande número de animais abandonados, diminui muito o risco de câncer de mama e de suas consequências”, afirma a veterinária Dra. Carolina Rodriguez, que falou ao Saúde da Mulher.

Cães de raça são os mais afetados?


Sim. O câncer atinge principalmente as cadelas de raça pura porque a miscigenação presente nos cães sem raça definida (srd) diminui a chance de desenvolver a doença.

Cães que já cruzaram têm menos chances de desenvolver câncer de mama?


Não. É mito que se deve cruzar o cachorro caso não seja castrado. Estudos provam que não existe correlação da procriação com a diminuição da incidência do câncer de mama.

Dicas de prevenção do câncer de mama em cães e gatos


Prevenir é sempre a melhor opção quando se tem um animal de estimação em casa. Abaixo, conheça algumas dicas para ajudar a cuidar do seu bichinho:

Castração Precoce 


Castrar o animal é sinônimo de redução nas chances de desenvolvimento do câncer de mama. Por isso, o quanto antes o tutor decidir pela castração melhor será para o animal.



Exames em casa


Esteja sempre atento. A maioria dos animais gosta de receber carinho na barriga. Este momento é bom para examinar cada mama (10 nas cadelas e de 8 a 10 nas gatas) e sentindo qualquer alteração, procure imediatamente seu veterinário de confiança.

Anticoncepcionais


Não caia em recomendações que só vão prejudicar o pet. “É extremamente perigoso submeter pets, como cães e gatos, a tratamentos com bombas de hormônio”, explica Dra. Carolina.

Primeiros indícios do câncer de mama e tratamento


Os animais, quando estão com alguma doença, ficam acima de tudo quietos. Fique de olhos nos seguintes sintomas: caroços, inchaços na mama e ao redor, desconforto abdominal, cheiro forte e desagradável nas secreções, perda de apetite, vômito e febre.

Normalmente, o tratamento para o câncer de mama é a remoção cirúrgica da mama afetada ou de toda a cadeia de mamas, como prevenção ou consequência de metástases.



Posteriormente à cirurgia, de acordo com o tipo de câncer, pode ser necessário realizar quimioterapia e/ou radioterapia.

Essas dicas foram da Dra. Carolina Rodriguez e eu (Renata Fraia) acrescentei mais uma dica...

Hábitos de vida saudáveis ajudam a prevenir o câncer em animais


Manter hábitos saudáveis contribui para a prevenção do câncer e de outras doenças. Uma boa alimentação, com a ração própria para raça e idade do seu cão, ou a que seu veterinário indicar ajuda a evitar qualquer tipo de câncer em seus pets.

Atualmente, existem rações capazes de auxiliar no tratamento de várias doenças. Elas são mais caras? Sim! Mas os gastos com medicamentos e até retornos ao veterinário serão proporcionalmente mais baratos.

Passear com frequência e ter contato com outros animais da família (sempre vermifugados e vacinados anualmente) contribuem para a boa saúde do seu melhor amigo.

➤➤ Leia mais sobre Saúde Animal

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada