Detecção precoce do câncer de mama é enfatizada no Outubro Rosa

O rosa colore o mês de outubro por uma boa causa... a detecção precoce do câncer de mama

A cor ROSA representa a campanha internacional Outubro Rosa, promovida pelo Ministério da Saúde e INCA com objetivo de compartilhar informações sobre a doença, e conscientizar sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa: Detecção precoce do câncer de mama
Detecção precoce do câncer de mama é enfatizada no Outubro Rosa

Que fatores contribuem para o câncer de mama?


Segundo o Dr. Leandro Ramos, oncologista (SEMPRE trate um câncer de mama com um mastologista + um oncologista) da Oncomed-BH, a doença não tem causa única.

“Seu desenvolvimento (...) em função de uma série de fatores de risco, sendo a idade o mais importante para o câncer de mama (...). A incidência da doença cresce progressivamente com o envelhecimento, sendo que a ocorrência desse tipo de câncer pode ser externa ou interna ao organismo, interagindo de várias formas, o que aumenta a probabilidade de transformações malignas nas células normais”, explica o médico.




Outros fatores que podem contribuir para o desenvolvimento o câncer de mama são:

  • História familiar positiva 
  • História pessoal de câncer de mama 
  • Reposição hormonal (principalmente com estrogênio e progesterona associados) 
  • Obesidade 
  • História menstrual: pela maior exposição aos hormônios femininos, mulheres que tiveram sua primeira menstruação antes dos 12 anos e ou entraram na menopausa após os 55 anos, têm um risco aumentado de desenvolver câncer de mama
  • História reprodutiva: Mulheres que não tiveram filhos ou tiveram o primeiro filho após os 30 anos, e ainda as que não amamentaram, também compreendem o grupo de maior risco
  • Ingestão regular (mesmo que moderada) de álcool 
  • Presença de mutação genética (incluindo BRCA1, BRCA2, entre outros): embora apenas de 5% a 10% de todos os cânceres de mama sejam causados por estas mutações, sabe-se que a mulher que as possui tem risco muito aumentado de desenvolver tal neoplasia.

Não é possível parar de envelhecer, mudar o histórico familiar ou interferir na idade da primeira menstruação da mulher, porém, é factível seguir as recomendações acima para a prevenção primária da doença.

Chances de cura do câncer de mama




As chances de cura do câncer de mama dependem do tipo de tumor, da idade e das condições de saúde do paciente e do estágio em que o câncer for detectado.

Por isso, a prevenção secundária, que significa garantir o diagnóstico precoce no controle da doença, é tão importante.

“A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que todas as mulheres façam a mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. Cerca de 95% dos pacientes em bom estado de saúde, que descobrem o câncer de mama em fase inicial e seguem o tratamento recomendado, se livram da doença após cinco anos”, afirma o Dr. Leandro Ramos.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência

Fonte: Oncomed-BH
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Mais posts...

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada