Umbigo triste tem jeito? Melhores Tratamentos

Umbigo triste: Saiba quais os melhores tratamentos...

Muitas pessoas perdem peso e ficam com excesso de pele na região do abdômen, fazendo com que o umbigo fique caído, com aspecto triste, como muitas reclamam. Além do excesso de peso, a gestação e até uma cirurgia plástica, como uma lipoaspiração, também podem resultar no problema. Mas será que umbigo triste tem jeito? É o que vamos ler neste artigo:

Umbigo triste tem jeito? Conheça os melhores tratamentos
Umbigo triste tem jeito? Conheça os melhores tratamentos

A boa notícia é que a tecnologia está a favor das mulheres na luta contra o umbigo triste.

Segundo a fisioterapeuta dermato-funcional da Onodera Estética, Ingrid Peres, o umbigo triste decorre da diminuição da tonicidade da pele.

“Seu aspecto irá depender do fatores como a quantidade de peso que foi perdido, a idade da pessoa, a elasticidade da pele, a exposição à luz e até a genética”, esclarece.
“Com técnicas de massagem e uso de equipamentos de última geração, conseguimos estimular a produção de colágeno e reduzir a frouxidão da pele da região”, informa a especialista.

Umbigo triste tratamentos


Para fazer com que o “umbigo triste volte a sorrir”, é possível recorrer a Radiofrequência que gera um aquecimento profundo da pele, promovendo a contração das fibras de colágeno e a estimulação da renovação celular, o que devolve firmeza e melhora a textura da pele.

Outra opção é o TRILIPO que reúne num único equipamento radiofrequência tripolar e ativação muscular dinâmica e age profundamente na pele, acelerando o metabolismo da gordura, reduzindo a circunferência e melhorando o contorno corporal. Há ainda a CORRENTE RUSSA onde eletrodos estimulam a musculatura.

Gostou do artigo? Complemente sua informação sobre o tema lendo: "Radiofrequência para flacidez funciona mesmo?"

Fonte: ONODERA ESTÉTICA

Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo.

Não indicamos medicamentos, pois apenas um médico, dentista e farmacêutico são autorizados a prescrever prescrever medicamentos e, ainda sim, em um local físico de trabalho.

Fornecemos aconselhamento/assistência farmacêutica.

Infelizmente, não conseguimos responder a todas as perguntas, mas muitas são respondidas pelos próprios internautas que veem as perguntas e as respondem.

ATENÇÃO!
Respostas que não foram escritas pelo Saúde da Mulher NÃO são de responsabilidade do Blog.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada