Ivete Sangalo e Gisele Bündchen em "Louros Poderosos" by Koleston

A Koleston (Wella) está lançando a campanha #louroparatodas, e traz a über model Gisele Bündchen e a cantora Ivete Sangalo como protagonistas.

Case criado pela Grey Brasil e produzido pela Grey Nova York. “Todos no Brasil viram que Ivete pintou o cabelo de louro, mas ninguém sabia o que estava por trás dessa transformação.

Ivete Sangalo e Gisele Bündchen em "Louros Poderosos" by Koleston
campanha das novas tinturas "Louras Poderosas Koleston"/ reprodução: Youtube

O insight, verdadeiro, surgiu de uma conversa com Ivete, na qual ela revelou sua admiração pelos cabelos da Gisele. A partir daí, construímos a campanha, unindo pela primeira vez essas duas mulheres maravilhosas. Foi emocionante acompanhar a dedicação, a humildade e a entrega de cada uma delas: Ivete aprendendo a desfilar como Gisele, Gisele aprendendo a tocar e a cantar uma música da Ivete.

Foi uma troca muito bonita. Gisele, que nunca foi cantora, ousou, foi lá e tocou. E os seus “errinhos" na música encantaram todo mundo. O encontro é inspirador, e é exatamente essa a proposta da campanha: inspirar as mulheres a se tornarem cada dia mais fortes, corajosas e bonitas”, afirmou Mariangela Silvani, criativa e diretora-executiva de Criação da Grey Brasil.

A linha Louros Poderosos Koleston já está disponível em todo o Brasil, nas nuances 1211, 1281, 120, 121 e mechas. A campanha tem criação de Mariangela Silvani, Lineker Costa, Rafaela Santurian (Grey Brasil), Beth Avellini e Gino Gianeschi (Grey NY). A produção dos filmes é da Paranoid, com direção de cena de Paulo Wainer, que também é o fotógrafo da campanha.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Laqueadura moderna Essure é alternativa para diabéticas

Pensando no bem-estar da paciente diabética, um importante avanço na medicina se apresenta como uma alternativa para aquelas que não querem ter filhos

As mulheres diabéticas são consideradas pacientes de risco em uma gestação e por isso há aquelas que optam por não ter mais filhos. Quando a decisão for definitiva, o mais adequado é recorrer a um método permanente. Neste caso, uma cirurgia de laqueadura convencional poderia se tornar também um risco por conta da cicatrização e outras complicações cirúrgicas em decorrência da diabetes.

Laqueadura moderna Essure é alternativa para diabéticas

A mais moderna técnica de laqueadura sem cortes se apresenta como uma alternativa de contracepção permanente a todas as mulheres, especialmente às diabéticas e àquelas com alguma doença que aumente os riscos cirúrgicos ou com algum fator de risco para o uso inadvertido de métodos hormonais, como obesidade, hipertensão, cardiopatia etc

O Essure é um método definitivo de contracepção feminina, com eficácia de 99,8%, que começa a ser mais conhecido no Brasil por sua segurança e praticidade, pois não oferece os riscos de uma cirurgia convencional.

“É um procedimento rápido, ambulatorial e minimamente invasivo, praticamente indolor, dispensa anestesia, não contém medicamentos ou hormônios. A colocação não dura mais do que 5 minutos e a paciente sai do ambulatório e pode voltar normalmente para suas atividades, sem necessidade de repouso”, explica a médica ginecologista Dra. Daniella De Batista Depes, encarregada do Setor de Histeroscopia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo.

Como funciona o método?


Essure é um dispositivo que consiste em um microimplante macio e flexível, de apenas quatro centímetros, em titânio e níquel (materiais que apresentam excelente compatibilidade com o organismo) que, introduzido pela vagina por um equipamento extremamente fino (histeroscópio), é colocado em cada uma das tubas uterinas.

Nas semanas que se seguem ao procedimento, o corpo e o microimplante Essure trabalham juntos para formar uma barreira natural que impede o espermatozoide de alcançar o óvulo. Por esse motivo, durante os três primeiros meses, a paciente deve continuar a usar outra forma de contracepção. Após este período, é realizado exame de imagem da pelve e, confirmada a oclusão, não é mais necessário o uso de outro método contraceptivo.

Considerado como primeira opção entre as mulheres europeias e norte-americanas, o método é aprovado pela Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária desde 2009.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Relação entre FIV e gestação múltipla

De cada quatro gestações por FIV (fertilização in vitro), uma é gestação múltipla. Com a fertilização natural, a probabilidade é de 1%.

Segundo dados da Pesquisa de Registro Civil do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em dez anos – de 2004 a 2014 –, o número de nascimentos de gêmeos no Brasil aumentou 28,5%. O crescimento pode ser explicado pela popularização das técnicas de reprodução assistida, entre elas, a fertilização in vitro (FIV), e pelo fato das mulheres estarem engravidando mais tarde.

Relação entre FIV e gestação múltipla
Relação entre FIV e gestação múltipla

Mas por que as mulheres que optam pela fiv estão mais sujeitas à gestação múltipla?


De acordo com Renato de Oliveira, ginecologista responsável pela área de Reprodução Humana da Criogênesis, muitas vezes, visando o aumento da chance de sucesso, ou seja, a chance de o tratamento resultar na gravidez, mais de um embrião é colocado no útero da futura mamãe.

“Conhecida popularmente como o método do bebê de proveta, a FIV permite a transferência de mais de um embrião ao útero da paciente após a fertilização no laboratório. Esse procedimento tem o intuito de aumentar as chances de gravidez por transferência realizada. Se por um lado aumentamos a chance de gravidez, por outro existe o risco de todos os embriões transferidos se fixarem ao endométrio, gerando uma gestação múltipla como gêmeos, trigêmeos, etc”.

No entanto, as últimas normas médicas do Conselho Federal de Medicina (CFM), estabelecidas em 2010, tendem a reverter esta estatística, pois determinam a quantidade de óvulos fecundados - embriões que uma mulher poderá receber no tratamento.

“Antigamente, transferia-se até quatro embriões para o útero da futura mamãe, mesmo as mais jovens. Hoje, mulheres de até 35 anos podem receber, no máximo, dois embriões. Quando a faixa etária é de 36 a 40 anos, poderá receber até três embriões. Já as com mais de 40 anos, o número máximo de embriões transferidos é quatro. 

Há uma tendência mundial em se transferir cada vez menos embriões, idealmente um, uma vez que as técnicas de reprodução assistida e a qualidade dos laboratórios em permitir o desenvolvimento dos embriões melhoraram, possibilitando boas chances de gravidez com a transferência única”, esclarece.

CUIDADOS com a FIV


Apesar de todos os encantos, é importante que o casal esteja preparado para maiores cuidados, uma vez que a gestação de múltiplos pode trazer consigo alguns riscos.

“De maneira geral, cada feto a mais no útero corresponde, normalmente, a um mês a menos de gravidez. Ou seja, os gêmeos podem nascer ao redor de 36 semanas ou perto de 2,5 kg. No caso de trigêmeos, a partir da 32ª semana ou quase nos 2 kg, há um risco aumentado de antecipação do parto. É importante ressaltar que essa prematuridade pode trazer consequências para os bebês, principalmente respiratórias e neurológicas, além de predisposição para doenças na fase adulta como diabetes, hipertensão, dentre outras. Além disso, existe o risco de rotura prematura de membranas (a bolsa das águas), hipertensão e diabetes gestacional”, alerta.

Para que a gestação múltipla possa prosseguir sem maiores problemas, é indispensável que a mãe siga todas as instruções do seu médico e realize um bom pré-natal. “A gestante de múltiplos terá, geralmente, mais consultas do que aquela com uma gravidez de apenas um feto. Também é imprescindível que fique mais atenta ao ganho de peso, alimentando-se adequadamente. E claro, sempre informe ao seu médico sensações diferentes do habitual”, finaliza o especialista.

Fonte: Criogênesis

Espero que tenha gostado do artigo... Leia também: Obesidade na gravidez. Riscos de engordar na gravidez.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Novos tratamentos para celulite





Laser corporal? Fibra ótica? Radiofrequência 3 vezes mais potente? As novas armas contra a celulite pra vc que quer saber como fazer para tirar a celulite!!

Você está em busca de um novo tratamento para celulite porque tem flacidez e celulite nas coxas? Veio ao lugar certo! Vou mostrar não apena um, mas vários deles e você verá que é -- sim -- possível acabar com a celulite! Então vamos aprender como fazer para tirar a celulite?

Novo tratamento para celulite
Novos tratamentos para celulite

NOVOS TRATAMENTOS PARA CELULITE


8 em cada 10 mulheres têm celulite (simmm!), uma alteração estética multifatorial, que não tem cura, mas conta com tratamentos que controlam significativamente o problema, melhorando o aspecto e a textura da pele. Entre esses procedimentos, três novos tratamentos para celulite se destacam como grandes armas no combate à celulite; confira mais sobre os equipamentos:

Derretimento da celulite!


1. LMG Smart Laser. Esse é o nome do procedimento de fibra ótica que quebra os septos fibrosos da celulite que puxam a pele para baixo.

>> Tipos de celulite

"Se a gente puder analisar a histologia [histologia é o estudo das células] da celulite, existe um tecido fibrótipo entre a pele e o músculo que dá aquele aspecto de furinho", explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr. 

A grande novidade desse procedimento é sua altíssima afinidade pela gordura e pela celulite, em seus graus mais severos (III e IV).

Como funciona o LMG Smart Laser?


Ele eleva a temperatura dos adipócitos a mais de 100ºC. O equipamento age por meio de um pequeno furo sobre a superfície da pele, onde é aplicado o laser.

"A fibra ótica é muito fina, do tamanho de um fio de cabelo", explica o médico. "E depois ele cicatriza sem deixar vestígio, nem ponto precisa dar", garante o dermatologista. "Além de tratar a celulite, ele ajuda a esticar a pele — melhorando o seu aspecto". 

O procedimento praticamente não dói, porque é aplicado justamente em uma região onde não tem terminação nervosa de dor", explica o médico. "Quanto ao tempo de recuperação, é de um ou dois dias no máximo".

>> Endermoterapia: como funciona / regiões tratadas / quem não pode fazer

2. VelaShape 3x mais potente


O procedimento VelaShape III chega ao mercado em sua nova versão, mais potente (150W), permitindo aquecimento mais específico e confortável com resultado na celulite, redução de gordura localizada e flacidez. VelaShape III utiliza a tecnologia de radiofrequência bipolar.

Como funciona o VelaShape mais potente?


No procedimento, as células de gordura são aquecidas a uma temperatura de 42º a 45ºC provocando apoptose (morte) dos adipócitos de forma completamente segura sem queimar a epiderme.

"No caso da celulite, o equipamento age diretamente nas camadas superficiais do tecido, onde se encontra essa alteração; no entanto, como atua simultaneamente nos tecidos mais profundos, melhora o processo inflamatório que provoca a própria celulite", explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, de Campinas.

O equipamento tem a vantagem, ainda, de promover melhora no combate à celulite e flacidez. Número de sessões: quatro sessões, uma a cada 15 dias.

3. Laser corporal profundo vai até o subcutâneo!


O Fotona TightSculpting associa duas ponteiras para tratar o problema.

A primeira age profundamente (messsmo!) e é aplicada através de um scanner por toda a região corporal. Esse laser penetra profundamente até o subcutâneo, por isso consegue ter lipólise ou quebra das células de gordura - matando-as pelo aquecimento.

Como funciona o laser muito profundo?


A segunda ponteira é a chamada Erbium, no seu modo Smooth, aplicada em toda região para estimular as células a fabricarem colágeno, o que vai ajudar no remodelamento, redução de gordura e na flacidez simultaneamente, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, de São Paulo, que completa: "Os resultados mais expressivos são vistos nos quadris e parte interna da coxa".

>> Alimentos combatem celulite: saiba quais são eles

FONTES:
*Dr. Abdo Salomão Jr. — Dermatologista de Guaxupé (MG), Doutorando em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e Membro da American Academy of Dermatology. Diretor da Clínica Dermatológica Abdo Salomão Junior.

*Dra Claudia Marçal — Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

*Dr. Jardis Volpe — Dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School. www.clinicavolpe.com.br

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Danos aos cabelos que causam perda de proteínas dos fios

Conheça os 4 danos que promovem perda de proteínas no cabelo e enfraquecem os fios

Danos aos cabelos que causam perda de proteínas dos fios
Danos aos cabelos causam perda de proteínas
Envelhecimento capilar. Um processo que tem a ver com fotoexposição aos raios UV, descoloração dos fios ou uso excessivo de prancha de alisamento.

Até o ato de pentear o cabelo já provoca estresse mecânico, segundo a dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Dra. Claudia Marçal, de Campinas.

"Todos esses danos conectam-se ao envelhecimento intrínseco ou natural dos fios e contribuem para que o cabelo fique quebradiço, com diâmetro do fio menor, menos denso e espesso, além de: sem brilho, mais fraco, áspero e desidratado", alerta a dermatologista.

Os danos são divididos em: químicos, térmicos, mecânicos e solares. Vamos entender cada um deles?

Principais danos aos cabelos com perda de proteínas


DANOS QUÍMICOS


Os processos químicos de coloração e descoloração são os mais comuns. Quando a pessoa pinta o cabelo, há uma perda proteica causada pela oxidação de aminoácidos no fio. "Essa diminuição dos níveis de queratina leva a uma redução da força capilar, além da remoção de pigmentos naturais", comenta a dermatologista.

🔷 Leia também: BB Cream para cabelos? Sim. São 19 benefícios do bb cream capilar...

Nos processos de coloração Permanentes e semi-Permanentes, ocorre a abertura das escamas da fibra capilar pela ação de amônia e monoetanolamina. Os pigmentos iniciam o processo de oxidação na presença da água oxigenada, sendo direcionados ao interior do córtex capilar. Lá, eles reagem entre si, formam uma molécula maior onde são retidos colorindo o cabelo.

Como funciona o dano químico

Quimicamente, o processo de tintura provoca a quebra das pontes de Hidrogênio e Salinas, isso vai resultar na perda de água e acentuar o comprometimento da resistência, maciez e brilho dos fios.

O processo de descoloração, no entanto, é o mais agressivo. "A descoloração capilar com uso de Persulfatos (sódio, amônio e potássio) destrói totalmente as ligações de hidrogênio, grande parte das ligações salinas e parcialmente as ligações cisteínicas, resultando em um cabelo extremamente desidratado e fraco. Em processos de descoloração, o tempo e a concentração em volume da água oxigenada são fundamentais para determinar o nível de descoloração e agressão aos fios de cabelo: quanto maior, maior o dano", alerta.

DANO MECÂNICO


O ato de passar a escova nos cabelos, quando não são usados produtos ideais, pode comprometer os fios.

"Pentes de borracha alteram o ponto isoelétrico do cabelo, o que leva a um desgaste da cutícula (parte externa do fio) e consequente exposição do córtex (parte intermediária do fio)", explica a profissional. O ideal, portanto, é utilizar pentes de madeira.

🔷 Leia também: Máscaras hidratantes para cabelos, com frutas

DANO TÉRMICO


A chapinha e o secador podem ser usados todos os dias, desde que você use um produto termoativo antes de submeter os fios ao aquecimento. A exposição da fibra capilar a altas temperaturas leva ao comprometimento da estrutura, o que pode corromper a harmonia da estrutura, além de perda de água. O segredo está em usar defrizantes com proteção térmica e protetores especiais para escovação.

DANO SOLAR


Ao ficar muito tempo em exposição, os fios passam por um processo oxidativo devido a ação dos raios UV. A luz solar afeta a cutícula do cabelo e catalisa a degradação das proteínas, além de provocar a oxidação da melanina através de radicais livres e o comprometimento da queratina. Os danos vão de descoloração do cabelo à redução da força dos fios e perda de brilho.

Como reverter os danos aos cabelos?


Para reestruturar os fios, a farmacêutica e consultora científica da Biotec Dermocosméticos, MIKA YAMAGUCHI, explica que é necessária uma alimentação rica em oligoelementos como Zinco, Ferro, Cálcio e Manganês, além da suplementação por via oral com silício orgânico biosponível Exsynutriment, além de Biotina, Cisteína, Cistina e Bio Arct e também investir em reparação tópica com ativos ricos em proteínas que o cabelo perdeu. As especialistas indicam os ingredientes cosméticos ReparAge, Bio-Restore, Capillisil e Arct Alg.

Fontes: Biotec -  DRA. CLAUDIA MARÇAL (dermatologista) - DRA. MIKA YAMAGUCHI (farmacêutica)

Gostou do artigo? Leia também: BB Cream para cabelos? Sim. São 19 benefícios do bb cream capilar...

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

iAcne: aparelho para diminuir espinhas com fototerapia EM CASA!

Aparelho home device para diminuir espinhas com fototerapia e é opção segura para tratar acne no verão

Com a chegada das estações mais quentes, pessoas com tendência à acne devem se preocupar. Segundo o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr, o aumento da temperatura, eleva a oleosidade da pele. Desta forma para quem tem tendência à inflamação de acne, os cuidados já devem ser iniciados antes de ela aparecer.

iAcne: aparelho para diminuir espinhas com luz pulsada
iAcne: aparelho que diminui espinhas com fototerapia

Um aliado pode ser iAcne, um home device de fototerapia com a luz visível da Basall e que apresenta efeito benéfico contra a acne. A luz visível na faixa do violeta possui efeito fotodestrutivo do Propionibacterium acnes. A luz violeta (415nm) é efetiva na irradiação de colônias dessa bactéria com subsequente destruição bacteriana com luz violeta.

Aparelho também melhora o fluxo de oxigênio e garante maior nutrição celular, melhorando a aparência da pele.

Receitas de Beleza Caseira: Hidratante Esfoliante ao mesmo tempo

O equipamento pode ser usado em quadros de acne leve a moderada, é em geral bem tolerado e sem efeitos colaterais.

"A aplicação de calor melhora a circulação local garantindo o fluxo de oxigênio e uma melhor nutrição celular, ajudando a melhorar ainda mais a aparência da pele e destruindo as bactérias causadoras da Acne", explica o especialista.

Como usar o iAcne?


antes de usar o aparelho Home divice iAcne é importante fazer a limpeza de pele para aumentar a permeabilidade cutânea. O aparelho deve ser usado apenas para acne.

Livro: Enfermagem Dermatológica e Estética - Vantagens de trabalhar na área da beleza

Cada tratamento (em cada espinha) dura aproximadamente três minutos. Cada acne pode ser tratada no máximo 3 vezes por dia.

Qual o preço do iAcne?


O valor é meio salgadinho, se imaginarmos o tamnho do aparelho, mas seu custo benefício compensa cada centavo dos R$399,00* (na Polishop) investidos.

*Preço consultado em outubro/2016

Peeling em cápsulas

Fontes: BASALL - HOME DEVICE e Dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Infarto em Mulheres chega a cerca de 30% dos casos

Cerca de 30% dos casos de infarto têm mulheres como vítima.

Estudos afirmam que índice de doenças no coração está crescendo no sexo feminino; rotina estressante no trabalho é uma das principais causas e, pasmem, cerca de 30% dos infartos ocorrem em mulheres.

Leia também: Mulheres na menopausa podem ter infarto ao tomarem refrigerantes diet.

Segundo o cardiologista do HCor – Hospital do Coração, Leopoldo Piegas, as mulheres estão a cada ano mais expostas ao risco de infarto (Infarto em Mulheres chega a cerca de 30% dos casos), pois cerca de 40% apresentam aumento da cintura abdominal, mais de 20% fumam, 18% são ex-fumantes, 23% têm seus níveis de pressão arterial acima do preconizado e 21% possuem alteração dos níveis de colesterol, além de estarem cada vez mais inseridas no mercado de trabalho e, portanto, acumulam o estresse do trabalho com o dos cuidados da família, comprometendo em muito a qualidade de vida.

Infarto em Mulheres chega a cerca de 30% dos casos
Infarto em Mulheres chega a cerca de 30% dos casos

Infelizmente, as mulheres ganham cada vez mais espaço dentro dessa estatística. Atualmente, cerca de 30% dos casos de infarto são em mulheres. Estudos constatam que elas têm uma chance maior de morte depois de instalado o Infarto.

No Brasil, mais de 200 mulheres morrem por dia vítimas de infarto, sendo as cardio e cerebrovasculares a principal causa de morte entre elas, chegando a matar seis vezes mais que o câncer de mama, onde temos campanhas já bem estabelecidas.

“O tabagismo, a falta de atividade física regrada, a bebida e alimentos não saudáveis com altos índices de colesterol e gordura, contribuem no entupimento das artérias coronárias. É o cenário perfeito para um infarto ou um derrame”, esclarece Dr. Piegas.

Mulheres possuem artérias de menor calibre


O fato das mulheres possuírem artérias menos calibrosas e, geralmente, desenvolverem a doença coronariana em idades mais avançadas dificultam o tratamento; e, além disso, os sintomas às vezes são mais insidiosos e, portanto, de difícil identificação e diagnóstico.

Pílula anticoncepcional + cigarro = alto risco de infarto em mulheres


Risco que aumenta a probabilidade de infarto nas mulheres: a associação da pílula anticoncepcional com o cigarro representa uma das maiores causas de infarto em mulheres jovens, em idade fértil, aumentando o risco delas em até cinco vezes.

“A combinação do estrogênio semi-sintético com o cigarro pode levar a formação de coágulos nas artérias e veias, interrompendo a irrigação do músculo cardíaco e levando-o ao infarto. Também cresce a chance de doenças vasculares periféricas, como varizes, tromboses e até o AVC (acidente vascular cerebral), conhecido como derrame”, explica o especialista do HCor.

Menopausa pode ser um agravante


As mulheres têm mais chance de desenvolver doenças cardiovasculares: as mulheres costumam sofrer mais risco de terem problemas cardíacos na maturidade, a partir dos 40 anos, mas principalmente após os 50, quando chegam à menopausa.

A partir desse período, diminui a produção do estrogênio, um protetor da saúde feminina. Fabricados pelo próprio corpo da mulher, produzido pelos ovários, são grandes aliados do coração, porque estimulam a dilatação dos vasos, facilitando o fluxo sanguíneo. Após a menopausa, a proteção hormonal oferecida pelo estrogênio começa a cessar, aumentando as chances de doenças cardiovasculares.

Como prevenir infarto em mulheres


Cuidados que garantem a saúde e o bem-estar: além de evitar o cigarro, é fundamental realizar avaliações médicas periódicas para detecção de fatores de risco cardiovasculares como a pressão alta, o diabetes e as alterações do colesterol, a partir dos 30 anos de idade pelo menos.

“O controle da alimentação, aumentando o consumo de frutas, legumes e verduras, melhora a saúde e ajuda a controlar o peso. Estes hábitos devem ser multiplicados aos filhos, para que eles cresçam de maneira saudável”, orienta Dr. Piegas.

Para o especialista do HCor, o consumo excessivo de sal e bebidas também deve ser evitado e fazer exercícios é fundamental. Uma caminhada diária de 30 minutos, por exemplo, é ótima, ajuda no condicionamento, na queima das calorias, na redução da pressão arterial e dos níveis de glicose e colesterol no sangue, diminuindo assim o risco de um futuro infarto do miocárdio ou derrame cerebral.
Leia Mais ►

Como conseguir o corpo perfeito sem sacrifícios

Para alcançar o tão sonhado corpo perfeito muitas mulheres investem em apenas uma ‘técnica’, algumas fazem ginástica para perder calorias, outras fazem atividades para ganhar massa muscular e outras apenas fazem regime, mas, se esquecem de que combinar todas as anteriores pode gerar um resultado mais eficaz (e mais rapidamente), além de ser mais fácil se manter saudável.



E para nos ajudar fomos pedir ajuda a um especialista:
O professor da Fit Park, Carlos Fernandes, afirma que o segredo para atingir bons resultados durante o verão é manter uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios orientados por um profissional, que deve equilibrar a intensidade e o volume dos treinos e afirma que indica aulas de bike indoor para quem quer queimar muitas calorias por sessão de treino.

como conseguir o corpo perfeito sem sacrifícios

“Por serem divertidas e em grupo, isto também aumenta a assiduidade dos alunos”, incentiva.

“O ideal é trabalhar atividades aeróbias (corrida, natação, ciclismo, entre outras) com anaeróbias (musculação), o que trará ao organismo sempre estímulos variados“
Carlos ainda diz que não exceder limites é o segredo para bons resultados e não adianta se desgastar ou apelar para dietas milagrosas. Além disso manter uma disciplina diária é o ideal, pois sem disciplina não há resultados.

Acordar às 6h para ir à academia não é problema para a servidora pública Cecília Parente, que pratica musculação e natação na Fit Park, além de corridas de rua. Para quem chegou a pesar quase 80 quilos, a disposição e a dedicação aos treinos foram essenciais para que hoje ela comemorasse seus 58 quilos.

“Minha nova meta é manter o novo peso sem sofrer, e estou conseguindo”, conta. Após passar por reeducação alimentar, a brasiliense de 30 anos diz que o apoio dos professores da academia serviram de incentivo manter não só o peso, mas a mente e o humor em equilíbrio. No entanto, ela revela: “algo que ninguém pode te oferecer é disciplina. Essa, é você quem deve cultivar”.
Leia mais sobre ginástica
Leia Mais ►

Campanha Mulher Coração: prevenção de doenças cardiovasculares em mulheres

Durante muito tempo as doenças cardiovasculares em mulheres receberam pouca atenção. Existia o mito de que elas não eram um grupo de risco importante.

Causas das doenças cardiovasculares em mulheres


Mas não é mais assim. Com a ocupação do mercado de trabalho por mulheres, além da adoção de estilo de vida estressante e associado, muitas vezes, ao tabagismo e ao uso de pílula anticoncepcional, ampla parcela das mulheres encontra-se suscetível a eventos cardíacos.



A mortalidade é grande. Dados da Organização Mundial da Saúde confirmam a necessidade de trazermos esta questão à tona e, sobretudo, para dentro do consultório. Mais de 23 mil mulheres morrem por dia no mundo vítimas de doenças cardiovasculares, cerca de 8,5 milhões ao ano.
Desta forma, eventos cardíacos na mulher já ultrapassam as estatísticas dos tumores de mama e de útero. Falta ainda a cultura de realizar acompanhamento preventivo. Esta foi outra das motivações para a Sociedade Brasileira de Clínica Médica criar a Campanha Mulher Coração...

Campanha Mulher Coração


Mulher Coração campanha
Campanha Mulher Coração

Trata-se de uma iniciativa permanente para alertá-las que também estão passíveis se sofrer problemas do coração.

Uma das ações que nos comprometemos a adotar para diminuir os números alarmantes é difundir o conhecimento para toda a população, em especial à feminina, a fim de que, diante de suspeitas, procure um médico e não subestime os sinais. O quadro clínico é variável e a dor no peito pode passar despercebida.

Não adianta ser corajoso com doenças cardíacas, é melhor pecar pelo excesso, principalmente quando há predisposição genética, colesterol alterado, altos níveis de estresse e uso inadequado de anticoncepcional. Nestes casos, o atendimento precisa ser imediato, haja vista a paciente poder estar sofrendo um infarto do miocárdio, doença cardíaca mais grave.

A prevenção precisa ser mais bem trabalhada e, para tanto, o papel do ginecologista é essencial. O especialista, verdadeiro clínico da mulher, deve assumir a função de verificar os fatores de risco e adotar tratamento preventivo. Assim, caso ela venha a sofrer um infarto na vigência da prevenção, será menos grave e com menor sequela.

Cuidados precoces são a segunda perna do tripé que estamos divulgando por meio da Campanha Mulher Coração. Mediante suspeitas, o atendimento deve ser realizado o quanto antes e o tratamento logo aplicado, reduzindo o número de sequelas e, sobretudo, mortalidade.

Por fim, um dos maiores esforços da Campanha refere-se à orientação, ainda pouco incorporada pela população de maneira geral e particularmente entre as pessoas mais vulneráveis economicamente. É necessário manter hábitos de vida saudável e não praticar esporte por conta própria, sem passar por um médico. A indicação quanto à atividade física é importante tanto no ponto de vista cardíaco, quanto músculo-esquelético.

Uma avaliação previa pode detectar uma doença que ainda está silenciosa e com intervenção precoce é possível evitar morte súbita, por exemplo.

Não é à toa que os famosos check-ups são tão importantes. Em decorrência de acompanhamento pediátrico incompleto, encontramos frequentemente adultos com doenças cardíacas congênitas, como a comunicação entre os ventrículos e entre os átrios. O exame cardíaco adequado deve ser feito desde criança para já tratar condições como estas e evitar complicações. É fundamental que façam parte do escopo do clínico; todo médico tem a obrigação de saber identificar uma doença cardiovascular.




Compreendemos que no Brasil não há médicos para todos e nosso sistema público de saúde deixa muito a desejar. Atendimento básico precário, que aumenta as chances de agravamento dos quadros, visa solucionar apenas com os sintomas dos pacientes, sem preocupar-se em promover análise completa, com prevenção e foco no individuo e sua vida social.

A prevenção é um dos fatores essenciais e engloba todo o universo no qual a mulher está inserida: alimentação, exercício físico orientado e correção de distúrbios metabólicos, só para citar alguns. São essas informações que a SBCM está multiplicando com a Campanha Mulher Coração. O cuidado com as doenças cardíacas na população feminina não pode jamais ser relegado a um segundo plano.

Fonte: Professor Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência
Leia Mais ►

Detecção precoce do câncer de mama é enfatizada no Outubro Rosa

O rosa colore o mês de outubro por uma boa causa... a detecção precoce do câncer de mama

A cor ROSA representa a campanha internacional Outubro Rosa, promovida pelo Ministério da Saúde e INCA com objetivo de compartilhar informações sobre a doença, e conscientizar sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa: Detecção precoce do câncer de mama
Detecção precoce do câncer de mama é enfatizada no Outubro Rosa

Que fatores contribuem para o câncer de mama?


Segundo o Dr. Leandro Ramos, oncologista (SEMPRE trate um câncer de mama com um mastologista + um oncologista) da Oncomed-BH, a doença não tem causa única.

“Seu desenvolvimento (...) em função de uma série de fatores de risco, sendo a idade o mais importante para o câncer de mama (...). A incidência da doença cresce progressivamente com o envelhecimento, sendo que a ocorrência desse tipo de câncer pode ser externa ou interna ao organismo, interagindo de várias formas, o que aumenta a probabilidade de transformações malignas nas células normais”, explica o médico.




Outros fatores que podem contribuir para o desenvolvimento o câncer de mama são:

  • História familiar positiva 
  • História pessoal de câncer de mama 
  • Reposição hormonal (principalmente com estrogênio e progesterona associados) 
  • Obesidade 
  • História menstrual: pela maior exposição aos hormônios femininos, mulheres que tiveram sua primeira menstruação antes dos 12 anos e ou entraram na menopausa após os 55 anos, têm um risco aumentado de desenvolver câncer de mama
  • História reprodutiva: Mulheres que não tiveram filhos ou tiveram o primeiro filho após os 30 anos, e ainda as que não amamentaram, também compreendem o grupo de maior risco
  • Ingestão regular (mesmo que moderada) de álcool 
  • Presença de mutação genética (incluindo BRCA1, BRCA2, entre outros): embora apenas de 5% a 10% de todos os cânceres de mama sejam causados por estas mutações, sabe-se que a mulher que as possui tem risco muito aumentado de desenvolver tal neoplasia.

Não é possível parar de envelhecer, mudar o histórico familiar ou interferir na idade da primeira menstruação da mulher, porém, é factível seguir as recomendações acima para a prevenção primária da doença.

Chances de cura do câncer de mama




As chances de cura do câncer de mama dependem do tipo de tumor, da idade e das condições de saúde do paciente e do estágio em que o câncer for detectado.

Por isso, a prevenção secundária, que significa garantir o diagnóstico precoce no controle da doença, é tão importante.

“A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que todas as mulheres façam a mamografia anualmente, a partir dos 40 anos. Cerca de 95% dos pacientes em bom estado de saúde, que descobrem o câncer de mama em fase inicial e seguem o tratamento recomendado, se livram da doença após cinco anos”, afirma o Dr. Leandro Ramos.

Redação: Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência

Fonte: Oncomed-BH
Leia Mais ►

Terapia reposição hormonal (TRP): quando fazer e quando NÃO fazer?

Terapia de reposição hormonal: fazer ou não fazer? Esta é uma dúvida que habita o pensamento de 10 entre 10 mulheres que já estão na menopausa (quando o sangue mensal cessa de vez -- amenorreia --, daí a origem da palavra meno + "pausa", e de pelo menos 8 das mulheres que estão para entrar nela.



A essa pergunta eu respondo: DEPENDE. Mas depende de quê? Da real necessidade, do custo benefício, do histórico familiar, entre outros aspectos.

Como farmacêutica, na assistência farmacêutica sempre indico que a mulher "converse com seu médico" sobre o que é melhor para ela, repor ou não os hormônios que o corpo dela parou de produzir.

Terapia reposição hormonal (TRP): quando fazer e quando NÃO fazer?
A soja é rica em fitoestrógenos

Quais as vantagens da reposição hormonal?


Quando a mulher repõe os hormônios -- estrogênio e progesterona -- que estão faltando (porque seu corpitcho parou de produzir), ela ganha em qualidade de vida. Veja as vantagens da reposição hormonal, sobretudo de estrogênio:

  • Os fogachos (calorões) acabam;
  • Têm maior disposição;
  • Ficam menos irritadas (ou seja, param de discutir com os outros por qualquer coisa);
  • Diminuição da secura vaginal;
  • entre outros.

Quais as desvantagens da reposição hormonal?


Apesar do ganho em qualidade de vida, a mulher pode ter alguns problemas SÉRIOS de saúde, principalmente as doenças cardiovasculares e  o câncer de mama hormônio-dependente (o câncer   'depende' da presença do hormônio estrogênio para aparecer).

Em 2002, o National Institute of Health, dos USA abriu um braço de sua pesquisa irrefutável tanto pela metodologia quanto pela ausência de conflito de interesses -- da indústria farmacêutica e dos profissionais que querem mulheres dependentes de hormônios para que seus consultórios fiquem sempre cheios --, e mostrou que a TRH não reduzi o risco de doenças cardiovasculares e, em alguns casos, até causar um aumento das doenças dos vasos e do coração (como AVC e infarto).

O estudo ainda confirmou o aumento de risco de câncer de mama e mulheres que repõem o hormônio. O estudo pode ser conferido no link: https://www.nih.gov/health-information/menopausal-hormone-therapy-information (em inglês).

O que levar em consideração na decisão do médico e/ou da junta de profissionais de saúde?


Para saber se a TRP (terapia de reposição hormonal) é indicada para DETERMINADA mulher, é preciso que o médico ginecologista ou endocrinologista pense no corpo da mulher como um todo.



Tal decisão deve ser tomada por um médico que esteja atualizado sobre o tema, ou seja, deve ter um alto conhecimento [sempre se atualizando sobre os novos e importantes estudos] sobre o tema. E se ele pensar que essa não é a "praia dele", deve ter humildade e encaminhar a paciente para um colega que esteja atualizado sobre o assunto.

Em casos onde a TRP é indicada, convém pensar no tempo em que a mulher deve usar, sempre considerando o menor tempo possível e a menor dose eficaz como melhor opção. 

Terapia de reposição hormonal com fitoestrógenos faz mal ou bem?


É besteira pensar que usar fitoestrógenos não causa efeitos colaterais. Oras, embora vindo de um vegetal (principalmente da soja) ele não deixa de ser um hormônio -- senão não ia funcionar, não é mesmo? Dessa forma, o profissional de saúde ou mesmo a mulher que se "automedica" ao comprar cápsulas fitoterápicas, sucos e leite de soja, entendam que estão SIM usando um hormônio, por isso, o estrogênio das plantas devem ser usados com cuidado da mesma maneira que os hormônios sintéticos presentes em géis, comprimidos e outras formas de apresentação do hormônio estrogênio.

>> Leia também: Cosméticos podem causar Menopausa Precoce.

Que plantas medicinais e alimentos contêm fitoestrógenos?

  • Soja, a campeã;
  • Gergelim
  • Ervilha
  • Feijão
  • Espinafre
  • Semente de linhaça escura e dourada, prefira a farinha
  • Cevada
  • Aveia
  • Milho
  • Trigo
  • Brócolis
  • Couve-flor
  • Repolho
  • Amêndoas
  • Castanhas
  • Nozes
  • Ginseng
  • Broto de Alfafa
  • Sálvia
  • Ovo (fonte animal)
É bom lembrar que esses alimentos devem ser consumidos com moderação. Exemplo? Beba apenas dois copos (200 ml) de suco de soja ou leite de soja por dia. E lembre-se: EVITE a soja transgênica (geneticamente modificada), ok?

Renata Fraia - farmacêutica e jornalista, atuando desde 2008 na atenção e assistência farmacêutica nos blogs Saúde da Mulher e Saúde com Ciência.

>> Leia também: Mulheres na menopausa podem ter infarto ao tomarem refrigerantes diet.
Leia Mais ►

Sintomas da Endometriose

Antes de citar os sintomas da endometriose, vamos informar o que é endometriose... A endometriose é uma doença de difícil confirmação diagnóstica devido à necessidade de uma intervenção cirúrgica para a elucidação definitiva, a endometriose manifesta-se de diversas formas.

Dentre as possibilidades analisadas, acredita-se que a associação do refluxo menstrual com a deficiência imunológica seja a principal causa da doença.

Sintomas da Endometriose


Sintomas da endometriose
Dra. Flávia Fairbanks (Sintomas da Endometriose)


Constantes dores pélvicas, irregularidades na menstruação e infertilidade são os sintomas mais citados nos consultórios médicos por mulheres com endometriose, doença que afeta cerca de 15% da população feminina em idade reprodutiva.

No início, a paciente começa a ter cólicas menstruais muito fortes, o que deixa a pelve sensível e dolorida, prejudicando as relações sexuais.

Resumo dos sintomas da endometriose


  • Dores pélvicas
  • Cólicas menstruais muito fortes
  • Dores nas relações sexuais
  • Irregularidades na menstruação
  • Infertilidade

“Como o quadro é progressivo e as aderências entre os órgãos pélvicos vão se tornando cada vez mais frequentes, as limitações quanto às posições, a dificuldade de obter orgasmo e a própria libido, tendem a sofrer graves prejuízos”, afirma Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista especializada em sexualidade humana.

O que mais preocupa é o fato de que, em muitos casos, mesmo após a cura cirúrgica ou medicamentosa da doença, quando a paciente já não sente mais dor, o dano sexual pode permanecer. “Não raramente nos deparamos com relacionamentos que naufragam, mulheres deprimidas e ansiosas, com péssima qualidade de vida”, revela Dra. Flávia.

Quando o médico é especializado em questões que envolvam a sexualidade, cabe a ele investigar minuciosamente essas questões com a paciente. “Caso o profissional não se sinta apto a tocar nesses aspectos, o encaminhamento a um especialista faz-se necessário para minimizar danos futuros e restaurar, na medida do possível, a vida sexual que a mulher levava antes de adoecer”, finaliza a profissional.

Fonte: Dra. Flávia Fairbanks Graduada pela Faculdade de Medicina da USP, realizou residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP, foi médica preceptora da Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. É Pós-graduada em Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP nos setores de Endometriose e Sexualidade Humana.

>> Espero que tenha gostado do artigo. Leia também: Infertilidade feminina pode se originar na adolescência.
Leia Mais ►

O que são "rugas verticais" na testa e como tratar?

Entenda o que são e como se formam as rugas verticais e conheça o tratamento não-invasivo que resolve problema em sessão única (UAU!!!)

O que são rugas verticais?


São aquelas rugas que aparecem entre os olhos. Algumas pessoas formam um único sulco central, dois sulcos, cada um próximo a cada sobrancelha e outras podem ter três ou até quatro sulcos. Este último caso acontece principalmente pela posição de dormir.

O que são "rugas verticais" na testa e como tratar?

Causas das rugas verticais


Posição de dormir, aliada ao envelhecimento natural, é a principal causa das rugas verticais na testa; problema pode ser corrigido em uma única sessão com ultrassom microfocado Megafocus e laser Pro-Collagen, trabalhando na musculatura, derme profunda e derme superficial.

"Essa [a posição de dormir] é a causa mais comum para o surgimento desse tipo de rugas. Enquanto as rugas dinâmicas por conta das expressões faciais são horizontais, as rugas verticais na testa são influenciadas pela posição de dormir, de lado. A pele sempre ‘dobra’ no mesmo local e favorece o aparecimento dessas rugas";

Explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

De acordo com o médico, essas rugas verticais se formam principalmente a partir dos 40 anos, mas podem aparecer também em pacientes com fototipos mais claros, aos 30. Segundo ele, elas têm influência do envelhecimento celular, uma vez que quando a pele é jovem e tem elasticidade, ela contrai e volta ao normal sem criar o sulco, porque tem muitas fibras elásticas. À medida em que o paciente envelhece, ocorre a diminuição dos níveis de fibras elásticas e isso acaba formando as rugas.

"A única exceção é com a ruga médio frontal, que é aquela no meio da sobrancelha. Essas aparecem para pessoas muito expressivas, e também se formam verticalmente por contração da musculatura da região", explica. "Mas ambas têm influência do envelhecimento", destaca.

Para resolver o problema, o médico dermatologista indica a tecnologia Megafocus, um ultrassom microfocado da plataforma Solon. "Menos invasivo, Megafocus atinge o músculo, enrijecendo e deixando mais firme a musculatura. E o procedimento costuma melhorá-las e também eleva a sobrancelha e muda a silhueta facial, promovendo lifting não cirúrgico", explica o dermatologista.

Como age — Segundo o dermatologista, Megafocus entrega pontos de coagulação térmica em uma série de linhas em duas profundidades: derme profunda (a 3 mm de profundidade) e na camada muscular - SMAS (sistema músculo aponeurótico, a 4,5 milímetros de profundidade). "A energia de ultrassom é focada em um ponto abaixo da superfície da pele, concentrando-se em uma área de aproximadamente de 1,5 mm cúbico por ponto.

O aquecimento ocorre na derme e no sistema superficial do músculo aponeurótico (SMAS) através de pontos de coagulação", explica. Com isso, o músculo sofre uma contração imediata ao ser atingido pelos pontos de coagulação, segundo o especialista. "Isso produz um efeito lifting, que pode apresentar evolução no período de três meses após o procedimento, quando o novo colágeno continua a ser produzido. O objetivo, então, é encurtar o músculo para tracionar a pele para cima, resultando em um efeito lifting não cirúrgico", destaca.

Como age de dentro para fora, sem causar danos à epiderme, a recuperação é imediata e o paciente pode voltar às atividades de rotina no mesmo dia. Apesar disso, o dermatologista explica que, nos locais tratados, pode ocorrer inchaço, eritema, hematoma ou apresentar formigamento e leve sensação de dor muscular. "Todos estes sintomas melhoram rapidamente. Como se trata de um tratamento cuja ação é dentro da pele, não há períodos de inatividade", completa.

A ação do procedimento pode ser potencializada com o uso do laser Pro-Collagen, que age na derme mais superficial. "Com o uso dos dois equipamentos, há um rejuvenescimento completo e é possível até eliminar essas rugas", afirma o médico.

Sessões — O médico indica uma sessão do procedimento. "A melhora na flacidez começa a aparecer 20 dias após o início do tratamento, mas os melhores resultados, depois de 3 meses". As contraindicações são: gestantes, pacientes em tratamento com anticoagulantes, doença autoimune, diabetes, epilepsia, queloides e preenchedores.

Resumo da ação do Megafocus 


O que trata: flacidez e rugas

Como age: entrega pontos de coagulação térmica na derme profunda e camada muscular; o músculo sofre contração imediata e isso produz efeito lifting

Número de sessões: uma

Contraindicação: gestantes, pacientes em tratamento com anticoagulantes, doença autoimune, diabetes, epilepsia, queloides e preenchedores

Fonte: A LMG - Laser Medical Group


Além dos tratamentos propostos acima, existe a opção do preenchimento, mas a desvantagem desse método é a pouca durabilidade, sendo que em 6 meses em média, é necessário realizar outro procedimento de preenchimento.

Complemente sua leitura com o artigo: Botox instantâneo funciona mesmo?
Leia Mais ►

Como esconder as olheiras com maquiagem

Maquiadores são como artistas do rosto. Mas há uma arte na maquiagem que vai além do trabalho final em si, mas observada em como as cores podem transformar um rosto. Um exemplo é como esconder as olheiras com maquiagem.

Como esconder as olheiras com maquiagem


Se na arte observamos que cores complementares uma tem, na verdade, o que falta na outra. Assim também é disfarçar olheiras com corretivo colorido. Para esconder as olheiras com maquiagem, o corretivo colorido tem a cor que complementa o tom da olheira, assim é possível acabar com as olheiras com maquiagem.

1. Corretivos coloridos para olheiras


Partindo desta premissa, vamos conhecer as cores de olheiras e as cores complementares de corretivos.

Com uma tabela de cores complementares fica fácil entender:

Como esconder as olheiras com maquiagem
cores complementares

Assim, para quem quer saber como esconder as olheiras com maquiagem basta observar a tabela acima e usar os corretivos coloridos para acabar com as olheiras com maquiagem. Assim:

1° Passo: Como escolher o corretivo colorido correto para cada cor de olheira

  • Olheiras roxas: Corretivo amarelo
  • Olheiras escuras: Corretivo 2 tons mais claro que sua pele
  • Olheiras em pele negra: Corretivo laranja
  • Manchas vermelhas (em qualquer parte do rosto): Corretivo verde
  • Manchas amareladas: Corretivo roxo


2° Passo: Corretivo sobre o corretivo colorido

Se as olheiras estiverem muito profundas, use um segundo corretivo sobre as olheiras. Então, após aplicar o corretivo colorido sobre a olheira, aplique o corretivo de uma cor mais clara que o tom da sua pele.

Como aplicar o corretivo colorido ou cor da pele?

Exemplo:
Em olheiras roxas use o corretivo amarelo da seguinte forma:

  • Passe uma generosa camada de corretivo amarelo em toda a volta dos olhos, inclusive na pálpebra superior, para homogeneizar o tom dando leves batidinhas com o dedo ou com pincel para corretivo (não espalhe);
  • Aplique uma camada de corretivo 1 tom abaixo da cor da sua pele;
  • Com a base na cor da sua pele vá aplicando a base ao redor das olheiras e sempre de dentro para fora, a partir do nariz.


Leia mais sobre...
Beleza
Maquiagem
Leia Mais ►

Receitas de Beleza Caseira: Hidratante Esfoliante ao mesmo tempo

Das receitas de beleza caseira que uso (e que recomendo), este hidratante esfoliante é um dos top 5 que mais gosto. Ela é um hidratante esfoliante porque ao mesmo tempo que hidrata e nutre a pele, também faz uma super esfoliação. Mas para funcionar tem que seguir a receitinha à risca. A pele ficará mais viçosa e saudável. Anote a fórmula caseira de beleza!

Receitas de Beleza Caseira: Hidratante Esfoliante ao mesmo tempo

Hidratante Esfoliante (ao mesmo tempo)

  • 1 colher de chá de farinha de aveia (ou a mesma medida de flocos finos de aveia hidratados com um pouco de água morna por 15 minutos)
  • 1 colher de chá cheia de mel
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • água morna qs

Função de cada componente desta receita de beleza caseira


Farinha de aveia (ou aveia em flocos finos hidratada)
Muito nutritiva, a aveia repõe minerais perdidos pela pele. Além disso, ela dá vitalidade à pele do rosto, pescoço e colo.
Mel
Ele é responsável por deixar a fórmula mais cremosa, emoliente. Ele também é muito nutritivo e deixa a pele com aparência saudável.
Açúcar mascavo
Ele é o esfoliante desta receita caseira de beleza, mas também nutre a pele com seus nutrientes naturais.

Como fazer o hidratante esfoliante caseiro

  1. Misture todos os ingredientes, sendo que a água deve ser pouca (qs = quantidade suficiente), apenas levemente morna para facilitar a mistura, a aplicação no rosto e também abrir os poros para o produto agir melhor. 
  2. Aplique no rosto fazendo movimento BEM suaves
  3. Deixe agir por 20 minutos
  4. Depois, comece a fazer movimentos circulares suaves mas apertando levemente o rosto para esfoliar (peles muito sensíveis faça apenas movimentos bem suaves)
  5. Enxágue com água morna
  6. Finalize com água fria ou gelada ara fechar os poros.

Cosmético caseiro de Renata Fraia - Farmacêutica estudiosa de cosméticos caseiros e nutrição interna e externa (da pele)

E aí, gostou desta receita de beleza caseira? Veja mais uma: Esfoliante nutritivo + Lifting caseiro... na mesma fórmula.


Leia Mais ►

Varizes em adolescentes: previna as varizes desde cedo

O consumo excessivo de doces, refrigerantes e fast-food prejudica a circulação e favorece o surgimento de varizes

No Brasil, 35% da população adulta no Brasil apresentam problemas com varizes. Em 70% dos casos, surgem antes dos 30 anos de idade e 20 anos depois aparecem as complicações.

Varizes em adolescentes: previna as varizes desde cedo
Varizes em adolescentes: previna as varizes desde cedo

Com o ritmo de vida moderno e fatores hereditários, as varizes estão surgindo cada vez mais cedo, alguns adolescentes já apresentam os sinais da doença. O número de casos de varizes em adolescentes atendidos ainda é pequeno porque as pessoas cometem o erro de tratar as varizes somente na fase adulta, quando as pernas começam a doer e a preocupação estética aumenta.

A vida moderna tem uma relação direta com a alimentação. O consumo excessivo de doces, refrigerantes e fast-food prejudica a circulação e favorece o surgimento de varizes em adolescentes. Os pais devem proporcionar uma alimentação saudável e equilibrada a seus filhos desde o nascimento, pois as crianças desenvolvem até os dois anos de idade praticamente a mesma quantidade de células gordurosas de um adulto. Se houver casos na família, o cuidado deve ser maior.

"Os pais devem ter a consciência de que quanto mais cedo tratar, melhores são os efeitos. O método da espuma é bastante eficaz em todas as idades. É possível tratar as varizes sem cirurgia e com ótimos resultados";

Afirma o Prof. Dr. Eduardo Toledo Aguiar - diretor clínico da Spaço Vascular, professor livre-docente de Cirurgia Vascular da USP, membro da ABFL - Associação Brasileira de Flebologia e Linfologia (sociedade dedicada exclusivamente ao estudo das doenças venosas e linfáticas) e da Internationale de Phlébologie.

A busca por um corpo ideal e a prática de exercícios físicos em exagero é outro fator que merece atenção.



"Os esportes de alto impacto ou os que exigem sobrecarga muscular, devem ser feitos sob orientação profissional. Indivíduos com predisposição genética devem ficar atentos ao surgimento das varizes", complementa o especialista.

A prevenção de varizes através de uma alimentação balanceada e o tratamento precoce são fundamentais para a saúde e a estética das pernas na vida adulta.
Leia Mais ►

Como lidar com crianças agressivas na escola. Dicas!

Crianças agressivas na escola: como lidar com o problema.

Será que é verdade que é de pequeno que se torce o pepino? É claro que esta expressão pode servir para dizer que as crianças devem ser educadas adequadamente desde cedo, mas também podem sugerir INADEQUADAMENTE a agressão dos pais contra as crianças.

Brincadeiras à parte aprender a como lidar com crianças agressivas na escola é dever de professores e também dos pais, até mesmo dos pais daquelas crianças que sofrem a agressão. TODOS precisam aprender a lidar com o problema.

A boa notícia é que pode ser mas fácil do que imaginamos...

Como lidar com crianças agressivas na escola.
Como lidar com crianças agressivas na escola. Dicas!

Como lidar com crianças agressivas na escola


O que professores e pais devem saber.

1. SOCORRO:

A agressividade pode estar por trás de alguma carência (real ou imaginária) da criança. Esta pode ser a única maneira que a criança encontrou de pedir socorro.

O que fazer? Segundo Quézia Bombonatto, psicopedagoga e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp),

"Os pais não devem atender aos desejos dos filhos quando eles tomam atitudes agressivas, porque isso só vai reforçar a ideia de que é pela força, pela agressão e pelo grito que conseguimos o que queremos. Os pais não podem reforçar esse comportamento. No caso da birra, não se pode atender ao pedido enquanto o filho não tiver um comportamento adequado.

Ainda segundo ela, os pais devem também refletir sobre como eles próprios agem quando querem alguma coisa, para avaliar se estão dando o modelo correto para seus filhos. Os pais precisam observar suas próprias atitudes, suas 'birras', antes de começarem a exigir das crianças aquilo que talvez falte em seus próprios comportamentos". [Como lidar com a agressividade das crianças pequenas/Educar para Crescer]

Leia também: Chorar faz bem a saúde, por quê?

2. NÃO AGRIDA A CRIANÇA:

É fato comprovado que um adulto revidar uma agressão feita pela criança é extremamente prejudicial a ela. Além de a força do adulto ser infinitamente maior do que a da criança e ele pode, mesmo sem consciência disso, ferir gravemente a criança. E aí pode ser tarde demais.

Além disso, há uma frase muito útil neste caso, jamais se esqueça de: "Quem bate ensina a bater". Os pais que "educam" os filhos com tapas e surras o estão ensinando que este é o modo de agir quando querem corrigir ou repreender alguém. Esse alguém poderá ser um colega da escola, uma professora... e mais tarde, a namorada, uma pessoa que passar na rua e o irritar de qualquer maneira.

Em resumo: Já deu pra entender de que lidar com crianças agressivas na escola a dica é bater, eles devem saber essa é a PIOR maneira de se ensinar algo a alguém. Muito pelo contrário, se os pais acham que para a criança ficará cada vez mais agressiva, naturalmente, o que é uma grande pensa e pode ser prejudicial a toda uma sociedade, no futuro.


3. OS AGREDIDOS:

Quase todo pai ou toda mãe já disse para o filho: "Você não vai bater nos coleguinhas, mas se baterem em você, bata também". Okay, para alguns isso pode resolver o problema de imediato. Mas quais as consequências a médio e longo prazo?

Será que ele não vai achar que ele também pode bater quando quiser algo? Hummm... Talvez a melhor maneira de lidar com uma criança que o agrediu na escola seja manter a calma. Ou seja, ensinar ao filho/a a não revidar de imediato e simplesmente se afastar da criança agressora seja o primeiro e mais importante passo. Mas incentive a criança a contar a você o que aconteceu.

Então você ensina que mais tarde ou no dia seguinte ele chegue para o coleguinha e pergunte o porquê da agressão.

Para casos em que a agressão se repete várias vezes, o ideal é que haja uma conversa entre pais (do agressor e do agredido) e professores.

Lembre-se: se seu filho foi o agredido, não fique com raiva da criança agressora, pois ela, provavelmente, está passando por um momento difícil na vida. Talvez valha a pena, em vez disso, ir conversar - numa boa - com os pais da criança. Incutir em seu filho a raiva pela criança que o agrediu também não é uma boa ideia, afinal, você não quer que as brigas cheguem a limites extremos, Às vezes, enquanto os pais tomam as brigas para si e envolvem a família inteira, as crianças já fizeram as pazes há muito tempo.

+ Leia mais sobre filhos no Saúde da Mulher.

Texto: Redação Saúde da Mulher
Leia Mais ►

Botox instantâneo funciona mesmo?

Muito procurado nos dias de hoje como alternativa para reduzir as rugas e linhas de expressão, o ‘botox instantâneo’ chama atenção pelos resultados imediatos e fácil aplicação, mas será que ele substitui a toxina botulínica, o botox tradicional? A dermatologista Dra. Claudia Marçal esclarece.




Hoje, o mercado de cosméticos conta com produtos modernos com formulação que permite suavizar manchas finas e reduzir rugas, de forma instantânea. Esses produtos são chamados de "botox instantâneo", "botox temporário" ou "Photoshop real".

Botox instantâneo funciona mesmo?
Botox instantâneo funciona mesmo?

Virou moda, por exemplo, o uso do Instantly Ageless®, produto comercializado pela Jeunesse Global, e que consiste num microcreme (forma farmacêutica em emulsão com tamanho de partícula reduzida), que diminui os sinais de envelhecimento, de forma prática.

► Leia também: Livro: Enfermagem Dermatológica e Estética - Vantagens de trabalhar na área da beleza.

Contudo, a Dra. Claudia Marçal - dermatologista, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) - destaca que a eficácia do produto dura cerca de 10 horas após a aplicação.

 "O produto é indicado para amenizar a aparência — de maneira imediata e não duradoura — dos principais sinais do envelhecimento da pele. Portanto, o resultado tem efeito efêmero, podendo desaparecer também se o rosto for lavado", afirma.

A dermatologista explica que esse tipo de produto possui o mecanismo de ação semelhante ao da toxina botulínica, no caso, o botox tradicional.

"De fato, esse creme [botox instantâneo] oferece mais segurança e conforto, quando comparado à toxina botulínica, pois é aplicado topicamente, sem a necessidade de injeções intramusculares e intervenções dermatológicas, mas é importante deixar claro que os resultados duram pouco", completa.

O ingrediente ativo desse produto é o Acetyl Hexapeptide-8, um hexapeptídeo de ação dermo-relaxante para atenuar rugas e linhas de expressão causadas a partir do movimento muscular.

Aplicação e modo de uso do Instantly Ageless® (botox instantâneo)


A Dra. Claudia Marçal explica que o "botox instantâneo" não deve ser aplicado diretamente sobre a pele.

"Neste caso, após colocar uma certa quantidade sobre os dedos, ele precisa ser pressionado para que fique menos viscoso. Após essa suavização, o produto deve ser aplicado através de dedilhamento, pequenos e leves toques realizados com a ponta do dedo", destaca.




Como recomendação adicional, a dermatologista afirma que o produto deve ser aplicado sobre o rosto limpo e higienizado. "Não utilize base líquida de formulações oleosas. Só utilize pó compacto após a aplicação, ou o efeito perderá seu resultado", finaliza.

► Leia também: Radiofrequência para flacidez funciona mesmo?

Fonte: Dra. Claudia Marçal
Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.
Leia Mais ►

Cremes para pele mercúrio em altas doses

Este é - de fato - um importante alerta: Cremes para pele podem conter elevadas doses de mercúrio.

Enquanto a maioria dos países tenta livrar-se da poluição pelo mercúrio, algumas pessoas estão esfregando-o no rosto e até mesmo injetando no próprio corpo cremes com o metal pesado mercúrio (o único metal líquido).

Cremes para pele com altas doses de mercúrio
Cremes para pele com altas doses de mercúrio


Embora o mercúrio possa clarear a pele, eliminando manchas escuras e até mesmo acne, as pesquisas mostram que o líquido prateado pode causar uma série de problemas de saúde, incluindo deterioração cognitiva, danos nos rins, dores de cabeça, fadiga, tremores nas mãos, depressão e outros sintomas.

"Nos EUA, o limite de mercúrio em produtos é de 1 parte por milhão. Em alguns desses cremes, encontramos níveis tão altos quanto 210 mil partes por milhão," relatou o Dr. Gordon Vrdoljak, do Departamento de Saúde Pública da Califórnia.

"Se as pessoas usarem o produto com regularidade, suas mãos vão exalá-lo, ele vai entrar na sua alimentação, ficar nas suas mesas e nos lençóis que seus filhos dormem," denunciou ele.

Concentração de mercúrio nos cremes para pele


O grande problema com relação ao mercúrio em cosméticos é que é muito difícil identificar os produtos com mercúrio e medir sua concentração.

A boa notícia é que o Dr. Vrdoljak e sua equipe acabam de criar uma nova técnica capaz de fazer isso de forma rápida. Vrdoljak criou um instrumento que usa uma técnica chamada reflexão total de fluorescência de raios X.

A máquina pode medir o teor de mercúrio nas amostras com muito mais eficiência e precisão do que os métodos atuais.

"Testar um produto usando a técnica antiga pode levar dias," disse ele. "Com o novo instrumento, eu posso rastrear 20 ou 30 amostras em um dia com bastante facilidade. Identificando os produtos que contêm mercúrio, podemos instruir as pessoas para removê-los e limpar suas casas."

A expectativa é que a nova técnica possa ser incorporada em aparelhos de fácil uso, que possam chegar aos laboratórios de análise o quanto antes.

Complemente sua leitura com o artigo: "Teste avalia se cremes para rugas funcionam mesmo. Veja o resultado".
Leia Mais ►

Radiofrequência para flacidez funciona mesmo?

Você já ouviu falar em fazer radifrequência para tratar flacidez? Será que funciona mesmo?

A radiofrequência é uma das mais avançadas tecnologias para combater a flacidez corporal, seja ela facial ou corporal.

Segundo a Dra. Renata Francesconi, do Instituto da Pelle Campo Grande:

“A radiofrequência aquece profundamente a pele e o tecido subcutâneo. O calor gerado estimula, então, a contração imediata de colágeno, proteína que confere sustentação à pele e que, com o passar dos anos, vai deixando de ser produzida naturalmente pelo organismo, ocasionando a flacidez”.

Radiofrequência para flacidez funciona mesmo?
Radiofrequência para flacidez funciona mesmo?


A radiofrequência para flacidez, além de recuperar a firmeza perdida, acelera ainda o metabolismo celular e melhora a microcirculação sanguínea, sendo indicada também para tratar queixa de celulite. Neste caso, observa-se melhora da aparência ‘casca de laranja’ da pele e uma redefinição do contorno corporal.

► Leia também: Ultrassom Microfocado para tratar flacidez: o lifting sem cirurgia.

Segundo a médica, a tecnologia pode ser associada a outros procedimentos em consultório para potencializar os resultados, de acordo com as necessidades e individualidades de cada paciente.

Fonte: www.institutodapelle.com.br.
Leia Mais ►

Como fazer um spa caseiro


Hoje eu estava me sentindo especialmente cansada e, em um certo momento, parei tudo o que estava fazendo e resolvi fazer um spa caseiro. Enquanto estava relaxando comecei a bolar um post sobre o assunto para que todos os leitores obtenham os mesmos benefícios de um dia de spa em casa. Espero que gostem de aprender como fazer um spa caseiro super relaxante e também revigorante!

Como fazer um spa caseiro


Como fazer um spa em casa
Sabonete massageador e esfoliante Natura

O seu spa caseiro contará com 2 etapas


1. Banho relaxante
2. Spa para os pés

O item 2 inclui música ou fonte de água, lanchinho light, manicure e pedicure (se for você mesma quem cuida das suas unhas), aparelho para massagear os pés.

Acessórios para o spa caseiro


Antes de começar, separe os produtos relacionados abaixo: alguns deles são imprescindíveis, marquei um asterisco neles:

Para o banho:

  • Sabonete massageador (a Natura, tem um sabonete com bolinhas massageadoras e ainda esfolia a pele, mas deve haver outros sabonetes como esse)
  • Creme ou sabonete esfoliante para corpo e rosto (pode ser caseiro)[veja uma receita de sabonete esfoliante caseiro]
  • Vela perfumada
  • Toalha na cor verde claro, branca ou lilás com flores (são cores relaxantes) 
  • Roupão de uma das 2 cores acima
  • Máscara de tratamento capilar. (eu uso a da C. Kamura Máscara de tratamento mas alterno com outras)
  • Touca de alumínio


Para o spa caseiro:

  • 1 aparelho de spa para os pés (se não tiver pode ser uma bacia)
  • 1 sachê de escalda pés Granado (R$ 8,50) (se não tiver pode ser um punhado de sal grosso e gotas de alguma colônia que você goste)
  • Creme refrescante para pernas e pés com cânfora na fórmula ou algo que deixe o cheiro e a refrescância da hortelã
  • Creme para as mãos
  • Acessórios de manicure (se for fazer as unhas)
  • Massageador manual - com bolinhas salientes - para o corpo (foto)
  • Seu batom preferido 
  • Seu perfume mais doce 
  • Fonte de água ou música que imita barulho de água 
  • Incenso (se gostar)


Para o lanchinho

  • 1 copo grande e bonito com suco gelado
  • 1 lanche de sua preferência (minha sugestão é um sanduíche com duas fatias de pão integral, 1 fatia de queijo minas frescal, duas rodelas de tomate, orégano e 1 pitada de sal - faça na sanduicheira)
  • chá calmante ou refrescante (camomila, cidreira, hortelã ou chás prontos em saquinhos com várias ervas relaxantes)


Finalização:
  • Na primeira hora após o spa em casa, faça algo que te dê prazer


Como fazer o spa caseiro propriamente dito


Preparação...
  1. Separe tudo o que relacionei acima (para não perder tempo, nem ter que parar seu relax na metade para ficar procurando as coisas - não há nada mais estressante) 
  2. Deixe o spa para os pés ou bacia próximo de onde você for se sentar 
  3. Deixe 1 panela com 2 litros de água no fogão (mas não acenda o fogo) 

Banho...
  1. Tome um banho com água morna e em vez de acender a luz, acenda 2 velas perfumadas 
  2. Esfolie o rosto e o corpo e faça massagens circulares no pescoço com o sabonete massageador 
  3. Lave o cabelo com shampoo, mas não passe condicionador  
  4. Saia do banho e se enxugue com a toalha verde claro, branca ou lilás com flores lentamente e respirando fundo, sem pressa 
  5. Com a mesma toalha seque bem o cabelo 
  6. Coloque o roupão e um chinelo bem confortável
  7. Use a máscara capilar e coloque a touca de alumínio ou enrole com uma toalha aquecida [pode acrescentar algumas gotas de óleo para os cabelos, se os fios estiverem secos]

Spa caseiro propriamente dito...
  1. Acenda o fogo para esquentar a água  
  2. Enquanto isso prepare deu lanchinho 
  3. Coloque uma mesinha ao lado da poltrona e ponha seu lanche e o suco nela 
  4. Coloque a água quente - mas não fervendo - no spa ou na bacia 
  5. Despeje o sachê ou o sal grosso e um pouco da sua colônia 
  6. Deixe o ambiente com pouca luz 
  7. Acenda o incenso
  8. Ligue a fonte de água ou a música com barulho de água 
  9. Acomode-se na poltrona e relaxe por, no mínimo 40 minutos 
  10. Nesse momento coma seu lanchinho assim que quiser 
  11. Se for fazer a sua manicure, este é o momento
  12. Seque os pés 
  13. Passe o creme para pés e pernas  
  14. Use o massageador com bolinhas para massagear as pernas e massageie os pés com os dedos das mãos 
  15. Passe o creme para as mãos 
  16. Levante-se admire-se em um espelho e passe um pouco do seu batom favorito e de seu perfume mais doce 
  17. Na hora seguinte faça algo de que goste muito como ler, assistir seu filme preferido, etc. (eu costumo cozinhar ou tocar piano) 
  18. Faça um chá relaxante, adoce a gosto e beba 
  19. Ah! Deixe a máscara secar no cabelo, só enxágue no dia seguinte. 


Custo para fazer um Spa caseiro

1. Não há como calcular com precisão o preço do spa caseiro, já que você poderá ter que comprar todos os itens ou já ter todos em casa.

2. O spa para os pés, por exemplo, custa cerca de 350 reais, mas você só vai gastar 1 vez, já os cremes para o cabelo também só serão comprados de tempos em tempos. Os outros itens como toalha, roupão e massageadores também serão substituídos após longo período de uso.

Leia mais sobre BELEZA.


Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada