• Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher

Pombos e câncer de mama: qual a relação entre a ave e a doença?

É mesmo verdade que os pombos detectam câncer de mama? SIM e saiba por que.

Os pombos conseguem identificar um tecido canceroso olhando mamografias ou imagens digitalizadas.


Richard Levenson, professor de patologia da Universidade da Califórnia, chefiou uma equipa que realizou vários estudos com pombos. As conclusões a que chegaram é que a grande maioria das aves que participaram conseguia distinguir entre tecido canceroso e tecido saudável, apenas observando as imagens.




Para evitar que os animais memorizassem as imagens, estas foram sendo mudadas, mas nem a ausência de cor alterou a sua capacidade. Além de distinguir os tecidos saudáveis dos cancerosos, os pombos identificaram também micro-calcificações, que geralmente aparecem em associação com a doença cancerosa.

Com um cérebro mais pequeno do que a ponta de um dedo, os pombos apenas tiveram dificuldade em identificar se as massas que apareciam nas mamografias eram malignas ou benignas. Porém, esta é uma tarefa que, mesmo para os médicos mais experientes, também se revela difícil.


► Leia também: Exame de sangue detecta câncer de mama 5 anos antes.

Por que pombos detectam câncer de mama?






A explicação para estas capacidades dos pombos tem a ver com o treino, mas acima de tudo com a sua inteligência visual. As aves têm cinco receptores de cores, já os humanos possuem apenas três. A ideia dos investigadores é pôr essas potencialidades ao serviço da engenharia para que se possam criar novas técnicas de análise de meios de diagnóstico por imagem.
Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada