Sucos que evitam rugas

É claro que não há sucos mágicos para combater rugas já formadas e bem marcadas, mas há como beber alguns sucos em prol da beleza capazes de evitar rugas e até fazer sumir as primeiras marquinhas de expressão (aquelas que só aparecem quando a gente acorda, e que depois somem). Um exemplo são os sucos que evitam rugas.

Sucos que evitam rugas
Sucos que evitam rugas / foto: PublicDomainPictures

Ricos em antioxidantes que combatem os radicais livres, os sucos antirrugas ajudam a prevenir o envelhecimento precoce, e, consequentemente as marcas de expressão e rugas finas.

Leia também: Suco para TPM, alivia os sintomas.

Eles foram criados pela farmacêutica Dra. Renata Fraia e podem ser bebido diariamente.

*SUCOS QUE EVITAM RUGAS*





Suco que evita rugas (1)


Ingredientes
  • sumo de 1 limão (a vitamina C ajuda a formar o colágeno)
  • 1 maçã média com casca (lave e higienize bem antes de usar)
  • 2 colheres de sopa de uva passa escura (sim, dessa forma ela concentra os radicais livres*)
  • 200 ml de água

*A grande vantagem da uva passa é o fato de ela ter maior durabilidade, ou seja, você não precisa comprar uvas semanalmente para fazer seu suco antirrugas.

Como fazer o suco que evita rugas


Bata todos os ingredientes no liquidificador, beba sem coar, um copo por dia a partir dos 29 anos, que é quando a pele diminui a produção de colágeno. É claro que o suco não tem contraindicação e pode começar a beber o quanto mais jovem você for.

Leia também:Sais de Banho: para o corpo e para a casa. Um verdadeiro curinga!

Suco que evita rugas (2)


Ingredientes
  • sumo de 1 limão
  • 1 maçã verde com casca
  • 4 goji berry (foto abaixo - frutinha poderosa à venda em lojas de produtos naturais e em algumas farmácias de manipulação)
  • 1/2 xícara de suco de uva concentrado e sem açúcar
  • 1/2 xícara de água mineral ou filtrada




Como fazer o suco que previne rugas


Bata todos os ingredientes no liquidificador, beba sem coar, um copo por dia a partir dos 29 anos, que é quando a pele diminui a produção de colágeno. É claro que o suco não tem contraindicação e pode começar a beber o quanto mais jovem você for.

Sucos que evitam rugas
Goji Berry - Sucos que evitam rugas / foto: budtobloom

Suco que evita rugas (3)


Ingredientes

Como fazer a terceira receita de suco que evita rugas

Descasque o kiwi, lave bem as maçãs (já que você usará as cascas) e junte todos os ingredientes no liquidificador. Bata bem e beba a seguir. Dica: Este suco pode ser guardado em recipiente fechado por até 8 horas, na geladeira, sem perder as propriedades nutricionais.

Dicas da farmacêutica:
"Aos sucos acima você pode acrescentar itens como kiwi, acerola, goiaba e caju. Para substituir o limão você pode usar suco de maracujá e de abacaxi. O importante é variar e 'brincar' com as cores dos ingredientes dos sucos anti-rugas", indica.
Leia Mais ►

Viagra feminino, como funciona o flibanserin

Um painel de especialistas recomendou aos reguladores americanos a aprovação do "Viagra" feminino, ou melhor, da substância flibanserin, a primeira droga para estimular a libido feminina, desde que medidas adicionais sejam tomadas para garantir a segurança da medicação.

Leia também: Addyi, o Viagra feminino, acaba de ser aprovado.

Tais medidas são necessárias, pois os efeitos colaterais do Viagra feminino revelados nos testes com mulheres são muito grandes. A FDA, agência que regula o setor de remédios e alimentos nos Estados Unidos, já rejeitou essa substância que produziria o medicamento por duas vezes. A alegação era de que sua eficácia foi muito modesta em comparação ao placebo.

Viagra feminino, como funciona o flibanserin


Efeitos colaterais do flibanserin


Interações negativas com o álcool, sonolência, riscos de desmaio, pressão baixa, enjoos e a ausência de dados sobre os efeitos do uso do medicamento em longo prazo.

Viagra feminino - a quem se destina


Segundo a maioria dos pesquisadores, a aprovação do flibanserin dará pela primeira vez uma alternativa às mulheres com baixo interesse sexual. Eles ressaltam que, além de se especificar as contraindicações na bula, é necessário orientar os médicos e continuar os estudos, mesmo após a comercialização.

A recomendação favorável ao flibanserin acontece após meses de pressão do fabricante desse tratamento, destinado a mulheres que não chegaram à menopausa, mas apresentam baixo desejo sexual.



Comparação do Viagra feminino x Viagra masculino


"É importante salientar que o viagra feminino não se trata do mesmo medicamento Viagra da Pfizer, só que em versão feminina. O nome "viagra" feminino se deu por conta da grande fama do Viagra®. 
No entanto, enquanto o medicamento para os homens atua diretamente nas reações físicas relacionadas à ereção, na versão feminina, - segundo alguns textos - ele atua apenas na liberação de serotonina*, uma substância antidepressiva que está relacionada ao humor e ao sono. E pode-se pensar: "Mas se é assim, então qualquer antidepressivo que atue na serotonina poderia ter o mesmo efeito?" Esta comparação é pertinente e devemos nos lembrar que há um marketing poderoso envolvendo o nome Viagra® e todo medicamento se beneficiaria de se assemelhar a ele. Vale lembrar que já foram lançados outros medicamentos considerados como os viagras femininos, como o Lybrido® [Renata Fraia - farmacêutica]"

* Atualização!
Lendo o estudo original encontrei mais efeitos do viagra feminino, além de atuar na liberação da serotonina, ele na liberação de dopamina e noradrenalina, outras substâncias relacionadas ao humor e bem-estar.

Como foi o estudo com o Viagra feminino (flibanserin)


Inicialmente desenvolvido para ser um antidepressivo, provou-se ineficaz na alteração do humor. Mas nos estudos clínicos com a droga, as mulheres manifestavam um efeito colateral inesperado: um maior interesse em sexo.
O remédio parece agir regulando o equilíbrio dos neurotransmissores nos circuitos cerebrais, principalmente a dopamina, a noradrenalina e a serotonina. "Acreditamos que a droga normaliza ou compensa algo que não esteja ajudando a afinar esses circuitos", afirma Stahl. "Ou ainda, ela pode permitir que as mulheres se libertem da ação desses circuitos frontais que estão inibindo o desejo sexual." [este trecho veio da matéria da BBC]


Leia também: Viagra feminino: Lybrido será o viagra para mulheres.


Segundo documentos disponíveis na página da FDA na Internet sobre um teste clínico, as mulheres que tomaram flibanserin relataram ter tido, em média, 4,4 experiências sexuais satisfatórias em um mês, contra 3,7 no grupo que consumiu o placebo. Antes do início do estudo, essa média era de 2,7.

Segundo vários estudos médicos, pelo menos 40% das mulheres apresentariam diferentes graus de hipoatividade sexual.

Leia mais sobre Saúde íntima
Leia Mais ►

Como prevenir rugas no pescoço

Pescoço pode envelhecer antes do tempo: saiba como prevenir rugas e sobre novos tratamento que melhoram a pele no local

Dermatologista ensina a cuidar da região, evitando os temidos colares, rugas e manchas que costumam denunciar a idade das mulheres. Laser, radiofrequência e peeling são aliados.

É difícil descobrir a idade das mulheres hoje a não ser por um detalhe que não passa despercebido: o pescoço. Infelizmente ele enruga e forma os chamados colares, por isso não deve ser esquecido.

Como prevenir rugas no pescoço
Como prevenir rugas no pescoço

A pele desta região, explica a dermatologista Érica Monteiro, da clínica Sthetica, no Campo Belo, em São Paulo, costuma envelhecer mais rápido que a das mãos, outro ponto que entrega a idade.

"Por ser mais fina, fica sujeita à contração dos músculos do pescoço que acabam por resultar em rugas, vincos, os chamados colares - marcas ao redor da região. A exposição solar piora a situação, caso não haja proteção adequada", alerta.

As manchas são outros agravantes que pioram com o sol. Quanto mais clara a pele e sem cuidados, aliás, mais precocemente elas se instalam. Segundo a médica, elas costumam aparecer aos 36-40 anos, na mesma época em que a flacidez relacionada ao envelhecimento também dá sinais de vida no pescoço.

Os vasos vermelhos, aranhas vasculares, que atormentam as mulheres, dependerão da cor da pele e também da exposição crônica ao sol. A regra é a mesma para as manchas, quanto mais branquinha a pele, a chance deles se instalarem é maior, a partir dos 38-40 anos. Mais uma vez, a vantagem é das morenas, já que em peles mais escuras, eles aparecem após 40-45 anos.

Como prevenir rugas no pescoço

Além de usar protetor solar diariamente, a Dra Érica indica maneiras de cuidar do pescoço em faixas etárias distintas.

Entre 20 anos e 30 anos: além do FPS 30 ou FPS 50, é interessante usar hidratantes na região com os seguintes ativos: ácido hialurônico, alfahidróxiácido, polihidróxi ácido, uréia (grávidas não podem) e prolipid 141.

Entre os 30 anos e 40 anos, o hidratante continua o mesmo, assim como o filtro solar, mas o uso tópico de produtos à base de vitamina C são recomendáveis.

Entre 40 anos e 45 anos, o uso dos ácidos (glicólico ou retinóico) durante a noite é aconselhado, além do já prescrito a partir dos 30 anos.

Após os 45 anos, os hidratantes, os ácidos e o filtro solar passam a ser complementados com laser, luz intensa pulsada, radiofrequencia, ultrassom - este último dependendo do problema que predominar e do tipo de pele da paciente, informa a dermatologista. Outro caminho possível são os peelings que estimulam a renovação celular.

+ Leia mais sobre BELEZA

A flacidez na região do pescoço, de acordo com a especialista, também depende de uma carga genética. Por outro lado, o emagrecimento rápido demais, como acontece em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica, também pode comprometer a região. "O ideal é que essas pessoas se consultem com o dermatologista para saber qual o melhor tratamento nesses casos. Há sempre alternativas para melhorar o aspecto do local afetado", conclui.

Por fim, a Dra Érica recomenda:

"Os produtos do rosto devem ser usado também no pescoço. Já que ativos para o corpo podem irritar a pele mais sensível na região".

Sobre a Clínica Sthetica - Centro especializado em dermatologia e estética, localizado no Campo Belo (Av. Vereador José Diniz, 3.457, 10.º andar – Conj. 1.008, tel. 5090-1244)

Fonte: Dra. Érica Monteiro - dermatologista com formação e especialização na Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada