Exame em bebês detecta intolerância a lactose (exame NutriJunior)


Exame em bebê indica propensão a desenvolver intolerância à lactose e evita complicações decorrente.

Exame em bebês detecta intolerância a lactose (exame NutriJunior)
Exame em bebês detecta intolerância a lactose (exame NutriJunior)

Quem tem intolerância à lactose sabe que enfrentar esse distúrbio digestivo não é fácil. E o problema é mais comum do que se imagina já que a estimativa é a de que 70% dos brasileiros apresentam certo grau de intolerância à lactose (leve, moderado ou grave).

A dieta de exclusão de leite e derivados deve ser vista com cautela, uma vez que a oferta de cálcio na alimentação deve ser mantida, pois o nutriente, juntamente com a vitamina D, é indispensável para a formação da massa óssea saudável.




Mas você sabia que nossos genes carregam informações que podem indicar a propensão ao problema? E que se ele for descoberto nos primeiros anos de vida, a dieta pode evitar muitos dos problemas decorrentes dessa intolerância?

Leia também: Como doar leite materno | Locais de coleta.

Para isso, existe o exame NutriJunior®, exame do Centro de Genomas®, que pode ser realizado assim que o bebê nasce, ou durante consulta na clínica do médico pediatra. É necessário apenas extrair células da mucosa oral, com a saliva, ou pela coleta de sangue, para a coleta do fluído biológico contendo o DNA da criança a ser analisado pelo Laboratório Centro de Genomas®.

Dentre as propensões a várias doenças, esse exame investiga a predisposição de desenvolvimento do tipo mais comum da intolerância à lactose. a intolerância primária à lactose.

"O exame do NutriJunior® investiga a intolerância primária à lactose, também chamada de hipolactasia primária. Nós avaliamos um polimorfismo em MCM6, promotor do gene da lactase (LCT)", 

Explica Tatiane Fujii, nutrigeneticista do Centro de Genomas®.

Leia mais sobre Gravidez no Saúde da Mulher
Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada