• Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher

Engravidar após aborto espontâneo é melhor do que esperar 3 meses


Mulheres que engravidam dentro dos seis meses após um aborto tem mais chances de uma gravidez saudável, com menor probabilidade de um outro aborto, de acordo com um estudo britânico.

O conselho dado até hoje é que as mulheres esperem pelo menos três meses antes de engravidar novamente, enquanto a Organização Mundial de Saúde recomenda um intervalo de seis meses.

Engravidar após aborto espontâneo é melhor do que esperar 3 meses
Engravidar após aborto espontâneo é melhor do que esperar 3 meses

A espera é desnecessária e pode ser prejudicial, dizem os pesquisadores, especialmente para mulheres com mais de 35 anos, que são mais propensas a ter problemas para engravidar e ter um maior risco de defeitos congênitos.

Como foi o estudo sobre as mulheres que engravidam após aborto ESPONTÂNEO





A equipe da Universidade de Aberdeen analisou dados de quase 31 mil mulheres que tinham sofrido um aborto e engravidaram novamente. Aquelas que conceberam no prazo de seis meses após um aborto espontâneo têm 44 por cento menos probabilidades de ter um segundo aborto do que aquelas que tiveram um intervalo de seis a 12 meses antes de ficarem grávidas novamente.

Eles também tinham 52 por cento menos probabilidades de ter uma gravidez ectópica - quando o feto desenvolve-se em na tuba uterina e tem de ser removido - ou interromper a gravidez.

O estudo descobriu que mulheres que conceberam no prazo de seis meses, foram 10 por cento menos propensos a precisar de uma cesariana ou de ter um bebê prematuro, e 16 por cento menos probabilidades de ter um bebê de baixo peso ao nascer.

Mulheres com um intervalo de mais de dois anos foram cerca de duas vezes mais chances de ter uma gravidez ectópica segunda ou uma terminação.

Os autores disseram que não ficou claro por que a fertilidade diminuiu com um intervalo mais longo.

Outros pesquisadores têm sugerido uma gravidez pode aumentar a capacidade funcional do sistema reprodutivo, enquanto as mulheres que engravidaram recentemente podem levar uma vida saudável.

Ruth Bender Atik, diretor da Associação aborto disse: "É um estudo muito interessante. "Eu acho que vai ser reconfortante para as mulheres, muitas delas querem engravidar novamente logo após um aborto, mas ficam preocupadas com isso."

No entanto, os médicos sublinharam que o sofrimento psicológico também foi um fator importante quando se aconselha a mulher a demorar para tentar novamente um bebê depois de um aborto espontâneo.


Mervi Jokinen, do Colégio Real de Parteiras, disse: "O aborto pode ter consequências emocionais, bem como um impacto físico em uma mulher.

"A decisão de uma mulher para planejar uma gravidez subsequente é aquela que gostaríamos de incentivá-la a discutir com seu médico e parteira.
Leia Mais ►

Quais alimentos são bons para crescer o cabelo


O fio de cabelo é praticamente pura queratina, um tipo de proteína. Assim, ao ingerirmos uma boa quantidade de proteínas, os cabelos irão crescer mais e crescer fortes e resistentes. Mas não são apenas as proteínas que fazem crescer o cabelo... Vamos ver quais alimentos são bons para crescer o cabelo?

Quais alimentos são bons para crescer o cabelo
Quais alimentos são bons para crescer o cabelo - ESPINAFRE

Quais alimentos são bons para crescer o cabelo


Os 10 alimentos na lista abaixo, além de serem ricos em proteínas, são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes.


1 – Peixes ricos em ômega-3, como salmão e sardinha;

2 – Ovos (a clara é pura proteína albumina);

3 – Lentilha;

4 – Trigo integral e gérmen de trigo;

5 – Espinafre, couve e agrião;

+ Leia mais sobre Saúde dos Cabelos.

6 – Arroz integral;

7 – Melão rosado (cantalupo);

8 – Mirtilo (blueberry);

9 – Frutas cítricas;

10 – Algas marinhas.

Leia Mais ►

BB Cream para cabelos? Sim. São 19 benefícios do bb cream capilar...

Se você está lendo este post mas está com pressa, já vou ao que interessa, de fato: o BB Cream para cabelos tem nada mais, nada menos que 19 funções para tratar da saúde dos cabelos :-O

É de ficar de boca aberta mesmo!! Confira os benefícios do BB Cream para os cabelos (ou bb cream hair), como age e como usar...

BB Cream para cabelos. benefícios do bb cream capilar...
BB Cream para cabelos. Benefícios do bb cream capilar...


BB Cream para os cabelos - Benefícios


São 19 funções em um só produto. O bb cream capilar...

  1. revitaliza cabelos secos e danificados, 
  2. nutre os fios, 
  3. prolonga a cor dos cabelos tingidos, 
  4. protege contra os danos da chapinha e do secador, 
  5. hidrata, 
  6. desembaraça, 
  7. controla o frizz, 
  8. previne pontas duplas, 
  9. contém proteção UVA/UVB, 
  10. dá brilho, 
  11. .....maciez, 
  12. .....balanço 
  13. e sedosidade, 
  14. controla o volume, 
  15. revitaliza cachos, 
  16. facilita a escovação, 
  17. aumenta a durabilidade da escova, 
  18. ameniza a agressão das químicas, 
  19. neutraliza o cheiro de cigarro (até isso!).


BB Cream para cabelos - como funciona


O BB cream capilar trata o envelhecimento do fio, renova as células e sela a cutícula dos cabelos. Ele funciona como um creme que renova e protege os fios, sem dar muito trabalho para cuidar e manter. Perfeito pra quem não tem muito tempo, não?!


BB Cream capilar é indicado para quais tipos de madeixas?


O BB Cream para cabelos é bom para TODOS os tipos de cabelo. Ou seja, trata tanto os fios de mulheres que têm cabelos naturais, quanto daquelas com químicas ou tinturas nos fios. O resultado final são fios bem tratados, brilhantes e suaves.

BB Cream para os cabelos - como usar


Após a lavagem, e com os cabelos ainda úmidos, aplique o bb cream capilar conforme as instruções de cada marca (leia o rótulo), mas algumas marcas também podem ser aplicadas em fios secos. O bb cream capilar pode ser usado a cada duas semanas em quem tem cabelos danificados, ou seja, a cada 15 dias. Já quem tem fios saudáveis pode usar apenas uma vez por mês, para os fios não ficarem pesados. De qualquer forma, a dica é observar como seu cabelo age perante ao produto, aí você pode usar mais ou menos. Certo?


E aí, animada para comprar seu bb cream para os cabelos? Sim? Então confira algumas marcas que fabricam o bb cream hair.

BB Cream para cabelos. benefícios do bb cream capilar...
BB Cream para os cabelos - Foto: Divulgação

1. BB Hair Cream Mediterrani,
2. BB Hair Cream Mutari, (caixa com 6 unidades)
3. BB Hair Cream Uniq One Revlon Professional.


Leia mais sobre Saúde dos Cabelos
Leia Mais ►

Cosméticos podem causar Menopausa Precoce

A menopausa é uma preocupação de todas as mulheres maduras, hoje em dia.

Pesquisas recentes realizadas pela Universidade de Washington, em St. Louis, vêm analisando a manifestação da menopausa precoce em mulheres e os estudos indicaram que cosméticos com certos tipos de química podem estar acelerando a menopausa.





Os vilões são os ftalatos, compostos presentes em sprays de cabelo, cosméticos, embalagens plásticas e até produtos para o lar.

Além de interferir no período fértil da mulher, o ftalatos também são prejudiciais aos ovários, ao sistema reprodutor como um todo e são causa de infartos, derrames e problemas ósseos; a substância também aumenta a propensão à obesidade, diabetes e câncer.

As pesquisas foram realizadas com diversas mulheres e aquelas com maiores níveis dessa substância no corpo tiveram fertilidade reduzida, antecipando em até 2,3 anos a menopausa.




Os ftalatos são inevitáveis na vida atual, ao menos até agora, enquanto não se descobre uma maneira de tirar esse composto da rotina diária, o jeito é optar por produtos muito naturais, especialmente cosméticos e alimentos, que estarão em contato direto com nosso corpo.

Leia mais sobre Menopausa
Leia Mais ►

Gravidez psicológica, sintomas


A gravidez psicológica (cujo nome médico é pseudociese), como o próprio nome já diz, é psicológica, ou seja, não é real, não há feto... não há bebê. A gravidez psicológica em cadelas, por exemplo, é muito comum.

Gravidez psicológica, o que é


A gravidez psicológica ocorre devido a fatores hormonais, o organismo acha que a mulher está grávida e prepara o corpo da mulher pra alimentar e aconchegar o bebê. Geralmente, há por trás dessa falsa gestação um desejo muito grande de ser mãe.

gravidez psicológica o que é
Gravidez psicológica, sintomas

Gravidez psicológica sintomas


Os sintomas da gravidez psicológica são idênticos a uma gestação normal.

O útero se desenvolve, o desejo de ser mãe é tão grande que a mulher produz hormônio prolactina, o qual é responsável pela interrupção da menstruação e pela lactação (produção de leite).

Os enjoos matinais e contrações musculares também estão presentes. Muitas mulheres sentem, inclusive, o trabalho de parto se iniciar.


Resumo dos sintomas da gravidez psicológica

  • Desenvolvimento do útero;
  • Produção do hormônio prolactina (que produz leite);
  • Enjoos matinais
  • Sensação do trabalho de parto começando (sintomas mais raros).

Tratamento para gravidez psicológica
Um acompanhamento psicológico é necessário e geralmente, a prescrição de hormônios para inibir a prolactina, para a mulher voltar a menstruar e parar de produzir leite.
 
Leia Mais ►

Exames que a mulher precisa fazer anualmente




O costume de visitar o médico periodicamente (exames que a mulher precisa fazer anualmente) é muito importante para a saúde. Porém, infelizmente, é um hábito ainda muito ignorado. Quando se trata do ginecologista, por exemplo, é bastante comum que a correria do dia a dia faça com que a consulta seja adiada.


“Se a paciente não apresentar alguma disfunção, o ideal é que a primeira consulta ginecológica seja marcada logo depois da primeira menstruação. A partir daí, a periodicidade deve ser anual”, aponta a especialista em obstetrícia e ginecologia Dra. Fabiane Andrade Vargas.

Exames que a mulher precisa fazer anualmente


Exames que a mulher precisa fazer anualmente

Dentre os exames que a mulher precisa fazer todos os anos estão:


1. Preventivo ou Papanicolau

É fundamental para o diagnóstico das primeiras alterações no colo do útero, que são fáceis de tratar, sendo recomendado pela maioria dos médicos a partir da primeira relação sexual e anualmente desde então. “O câncer de colo uterino é o que mais mata as mulheres no Brasil devido à falta do exame preventivo”, alerta a Dra. Fabiane.


2. Mamografia (ou a cada 2 anos)

Na opinião da maioria dos ginecologistas, esse exame, que detecta anormalidades no tecido da mama, deve ser feito anualmente a partir dos 40 anos de idade. Exceções são feitas para quem tem casos entre os parentes, pois quem tem história familiar de câncer de mama e para quem tem prótese de silicone pode ter que iniciar mais cedo (35 anos) o monitoramento e a prevenção.

Leia também: 10 motivos para fazer mamografia.

3. Hemograma

Esse exame oferece um parâmetro de como estão as células sanguíneas e as plaquetas, além de identificar inflamações, infecções e anemias. Ele deve ser pedido já na primeira consulta como parte do checkup.

4. Glicemia

Ajuda a identificar os níveis glicêmicos no sangue, inclusive para o diagnóstico da diabetes. Ele também deve ser solicitado na consulta inicial.

Exames que a mulher precisa fazer todos os anos

5. Sorologias

São ordenadas de acordo com o histórico e a suspeita de diagnóstico de cada paciente. “Os testes para as principais Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) também devem fazer parte de um bom checkup”, recomenda a doutora.

Leia também: Dicas para manter a região íntima feminina saudável.

6. TSH

É um exame de sangue indicado para avaliar as funções da tireoide. Dependendo dos sintomas, pode ser solicitado antes dos 40 anos, mas deve ser incluído regularmente na lista de procedimentos médicos.

7. Pós-menopausa

Esse é um período que atinge mulheres entre 45 e 50 anos. A partir daí, são necessárias outras checagens. “Solicitamos exames de função do fígado e do rim, bem como de colesterol total e frações, além de todos os citados nos itens anteriores.” Nesse momento, a Dra. Fabiane recomenda também uma avaliação com um cardiologista.

Leia também: Mulheres na menopausa podem ter infarto ao tomarem refrigerantes diet.

8. Densitometria óssea

Determina a densidade dos ossos do corpo humano. É importante que o exame seja realizado após os 50 anos, período em que se começa a perder eficiência óssea. Se os resultados forem normais na primeira checagem, a desintometria óssea deve ser repetida a cada dois anos. Mas a partir do momento em que aparecem alterações, a frequência recomendada é anual.




9. Ultrassom transvaginal e ultrassonografia mamária

Esses exames não são pedidos como parte da rotina médica por serem mais específicos. A intenção é avaliar os órgãos do sistema reprodutivo feminino. “A maioria dos médicos concorda com o fato de que eles só devem ser solicitados quando a paciente apresentar sintomas ou histórico familiar, e não como rotina”, avisa a especialista. A ultrassonagrafia mamária, por exemplo, pode complementar o diagnóstico em caso de mamas mais densas durante a mamografia.

10. Colposcopia

Trata-se de um exame mais detalhado do colo do útero. “A colposcopia deve ser solicitada em caso de alterações específicas do preventivo (Papanicolau) se a paciente apresentar sintomas ou quando o médico perceber algo suspeito durante o exame de rotina”, comenta Fabiane. A urocultura (exame de urina) é também pedida em casos de pacientes com sintomas específicos, como ardência ao urinar

Leia mais sobre Saúde íntima.

Tratamento Natural para Candidíase 
Fonte: Portal Vital (www.portalvital.com)
Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada