Teste avalia se cremes para rugas funcionam mesmo. Veja o resultado

O envelhecimento de nosso organismo é inevitável. Nossa pele perde firmeza, hidratação e brilho e ganha linhas de expressão e manchas. Hoje em dia, há uma infinidade de cremes que prometem “parar” a ação do tempo sobre a pele, mas é difícil apontar algum que realmente tenha seus efeitos comprovados.

Teste avalia se cremes para rugas funcionam mesmo. Veja o resultado
CLIQUE E COMPRE AQUI!

No teste com quatro marcas de cremes antirrugas que acompanhamos, somente uma melhorou o aspecto das rugas segundo as voluntárias.

Recentemente, a Associação dos Consumidores (Proteste) acompanhou um estudo com quatro marcas importadas de cremes hidratantes antirrugas para peles normal a seca (Clarins, Nivea, Clinique e Lâncome), com preços que variam de R$ 56 a R$ 500, para verificar o potencial antiidade e hidratante de tais produtos.

Uma parte do teste contou com a participação de um grupo de 120 voluntárias, entre 31 e 70 anos, que deram sua opinião sobre os resultados após o uso (em 30 dias). Embora todos tenham agradado por suas texturas, fragrâncias e consistências, apenas o Clarins apresentou uma leve melhora nas rugas na opinião das voluntárias.

Já o resultado em laboratório, com equipamentos específicos para “fotografar” a pele, mostrou que os produtos têm uma eficácia razoável sobre as rugas. Além disso, para nossa surpresa, a marca mais barata (Nivea) foi a que mais hidratou.

► Leia também: Cosméticos Multifuncionais, o que são?

Já em relação às rugas, apenas o Clarins apresentou uma leve melhora na aparência, na opinião das voluntárias que testaram o produto. Os testes em laboratório mostraram que os produtos têm eficácia 'razoável'.

É importante ressaltar que cada pessoa possui características específicas em sua pele e, por isso, pode reagir de modo diferente aos cremes. Ou seja, o produto que teve desempenho razoável para as participantes do estudo pode não funcionar para você e vice-versa.

As mais de 120 voluntárias usaram os produtos por cerca de um mês. Em laboratório, foram avaliados a ação antirrugas e o potencial hidratante dos quatro cremes. Para se chegar ao resultado, as participantes aplicaram os produtos duas vezes ao dia durante 28 dias. Ao final desse período, voltaram ao laboratório para serem “fotografadas” por um equipamento (Foits), que faz uma análise em 3D da pele, e assim verificar se houve melhora no aspecto das rugas. Com um aparelho chamado corneômetro, foi possível também medir o grau de hidratação da pele ao final do tratamento.

O resultado


Teste avalia se cremes para rugas funcionam mesmo. Veja o resultado
Teste avalia se cremes para rugas funcionam mesmo. Veja o resultado
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo.

Não indicamos medicamentos, pois apenas um médico, dentista e farmacêutico são autorizados a prescrever prescrever medicamentos e, ainda sim, em um local físico de trabalho.

Fornecemos aconselhamento/assistência farmacêutica.

Infelizmente, não conseguimos responder a todas as perguntas, mas muitas são respondidas pelos próprios internautas que veem as perguntas e as respondem.

ATENÇÃO!
Respostas que não foram escritas pelo Saúde da Mulher NÃO são de responsabilidade do Blog.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada