Outubro Rosa X Câncer de Mama: importância de prevenir o câncer de mama

Luta contra o câncer de mama ganha força se doença for detectada logo no início.

Outubro Rosa X Câncer de Mama: importância de prevenir o câncer de mama
Outubro Rosa X Câncer de Mama: importância da prevenção

O Outubro Rosa chega colorindo os monumentos do Brasil com o objetivo de chamar a atenção para questões ligadas ao câncer de mama. Só em 2015, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), foram identificados quase 60 mil pacientes com a doença, o que representa 22% do total dos novos diagnósticos de câncer no país.

Trata-se do segundo local do corpo mais atingido pelo câncer, no país e, apesar das frequentes campanhas alertando para a prevenção, a taxa de mortalidade ainda é alta, justamente, pela grande frequência de diagnósticos tardios.





"A maior parte das mulheres só identifica a doença quando ela já está em desenvolvimento pelo aparecimento de irregularidades na pele, sejam marcas, caroços nos seios e até mesmo franzidos;" 

Pontua Miguel Torres, chefe do programa de tratamento da doença na Radiocare. O radio-oncologista alerta que, muitas vezes, a enfermidade chega de forma silenciosa.

FATORES DE RISCO DO CÂNCER DE MAMA


Tabagismo, sedentarismo, excesso de reposição hormonal e obesidade são fatores de risco que contribuem para um aumento da incidência da enfermidade.

"Boa alimentação e prática de exercícios físicos, diariamente, são bons parceiros na prevenção de doenças, entre elas, o câncer de mama", afirma o radio-oncologista. 

Torres ressalta que homens também podem ser afetados pelo câncer de mama e, apesar de a incidência ser bem menor, não devem se esquecer da prevenção.


PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA


Comecemos citando um caso real...

Márcia tinha 34 anos quando percebeu um nódulo no seu seio direito ao fazer o autoexame. À época, vivia um momento de realização profissional e pessoal. Tinha acabado de assumir um novo cargo na empresa, curtia o casamento recente e sua filha de apenas dois anos. "Não podia ser nada", era o que imaginava. Então, ao consultar um mastologista, se deparou com o diagnóstico: há um carcinoma ductal invasor na mama direita, em linguagem simples, câncer de mama.

Mesmo sem precedentes da doença na família e com perfil fora do grupo de risco, Márcia sempre fazia o autoexame, o que foi fundamental em seu caso. Selmo Geber, professor titular do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ressalta a importância da detecção precoce do câncer de mama.

"É essencial que as mulheres façam exames preventivos (como a mamografia) periodicamente, tanto para detectar o câncer de mama como outros tipos da doença, como o câncer de cólo de útero", lembra o médico.

Leia também: Mamografia: dicas para sentir menos dor na mamografia.

Resumindo...

COMO PREVENIR O CÂNCER DE MAMA


  1. AUTOEXAME: Faça o autoexame das mamas todo santo mês. De preferência logo após terminar a menstruação (7º ou 8º dias após o início da menstruação para quem ainda não chegou na menopausa). É nesse período que a chance de detectar um nódulo é aumentada. Cerca de 90% dos tumores são detectados pela própria paciente. No entanto, o autoexame não substitui a mamografia, porque quando você identifica um nódulo com o toque e porque ele já está em um tamanho maior do que o tamanho que estaria se diagnosticado com a mamografia;
  2. MAMOGRAFIA E ULTRASSOM: Faça exames periódicos (em alguns casos anuais) e o médico mais indicado para isso é o mastologista. Não tem um? O ginecologista fará o acompanhamento com você. Ultrassom e mamografia são os exames que devem ser feitos com a periodicidade ideal pra você (sim, tal periodicidade muda de pessoa para pessoa);
  3. MEXA-SE MAIS: NÃO seja sedentária! sabia que dar 10 mil passos por dia já tira você do sedentarismo. Há aplicativos para smartphone que conta o número de passos que você dá por dia. Mas se sua saúde permitir, o ideal é reservar pelo menos 30 minutos por dia para fazer caminhadas ou escolher uma atividade de que você goste e espantar a preguiça;
  4. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Se alimente bem. Tenha consciência de que a alimentação pode prevenir alguns tipos de câncer, como o de mama; mas não faça desta sua única arma contra este câncer 100% tratável se descoberto no início e se for tratado adequadamente. 
  5. SE NECESSÁRIO, TROQUE DE MÉDICO: Não ficou contente com a abordagem do médico? Procure uma segunda ou terceira opinião, há profissionais que não se atualizam e sendo leigas, a maioria das mulheres confiam cegamente em alguns profissionais, mas sua VIDA é mais importante que isso, não?
  6. INFORME-SE! É verdade que a internet está cheia de lixo sobre saúde, mas nem sempre é assim. Há bons blogs e sites - geralmente escritos por profissionais de saúde - como o saúde da mulher, que trazem informações sérias sobre saúde que a faz chegar ao médico com pelo menos um mínimo de consciência do que você tem ou pode ter*.




* Peço licença para dar um testemunho com a minha própria saúde: Recentemente tive um problema nos pés. E no primeiro médico que fui, ele já foi logo falando em cirurgia, mas pediu uma ressonância. Quando li o resultado [SIM, você pode ler o resultado, afinal ele é SEU, você pagou por ele] fiquei feliz, pois nenhum tendão tinha sido rompido, então pensei: "Ufa! Não é cirúrgico!" Ao voltar no médico ele falou que era cirúrgico e completou: "Desde sua primeira consulta já era cirúrgico" [sem ver o exame a visão de Raio-X (tipo Super Man) dele já tinha detectado]. Falei que ia pensar. Que nada! Fui a dois outros ortopedistas especialistas em pé e os dois me disseram exatamente a mesma coisa: "O tendão não se rompeu, não é cirúrgico. Sua tenosinovite é grau 2, só é operável em grau 3". E ambos me recomendaram os cuidados necessários para meu pezinho ficar saudável. Isso faz dois meses e as dores no pé passaram! Mas coitado do primeiro médico... Ficou sem ganhar um bom dinheirinho com uma cirurgia desnecessária. Renata Fraia.

Texto de Renata Fraia - farmacêutica responsável pelo site Saúde da Mulher e Saúde com Ciência.

Leia também: Quais alimentos comer ou evitar para prevenir câncer de mama.
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Mais posts...

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada