• Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher

Autoexame de mamas é rotina anual de 36% das mulheres brasileiras

Campanhas ajudam na conscientização da luta contra o câncer de mama e incentivam na realização do autoexame de mamas.

O mês de outubro é marcado por diversas ações que promovem a conscientização e informação sobre o câncer de mama. A campanha “Outubro Rosa” ganha mais força a cada ano.

Autoexame de mamas é rotina anual de 36% das mulheres brasileiras
autoexame de mamas
Pesquisa realizada pela Hibou comprova que mulheres estão mais atentas a doença, 36% das mulheres brasileiras fazem o autoexame uma vez ao ano.

O estudo mostrou que 92% das mulheres brasileiras acreditam que campanhas como o “Outubro Rosa”, realizada por marcas, empresas e entidades, aproximam as mulheres de mais informações relacionadas ao câncer de mama, além de estimular os cuidados com a saúde e, principalmente, a prevenção.

Leia também: Exame de sangue detecta câncer de mama 5 anos antes.

A pesquisa – realizada com 1335 mulheres de todo país, com idade entre 16 e 70 anos – mostrou também que 73% das entrevistadas conhecem alguém que já teve câncer de mama. Das entrevistadas, 36% são solteiras, 45% são casadas, 10% estão divorciadas, 9% são viúvas.


A maioria delas já parece entender a importância de se prevenir e dos cuidados extras que se deve ter com a saúde, mesmo antes de ser diagnosticada com algo.

O autoexame de mamas é uma das primeiras formas de descobrir o câncer. Assim que localizado um nódulo, é recomendável procurar um médico para fazer uma pesquisa mais profunda.




No que diz respeito ao autoexame de mamas no combate ao câncer:


• 36% das mulheres fazem o autoexame uma vez por ano
• 28% realiza uma vez por mês
• 15% não sabem sobre o exame
• 15% das entrevistadas faz o autoexame mais de uma vez por mês
• 6% têm o habito de fazer o autoexame uma ou menos vezes ao ano

Uma das formas de diagnosticar o câncer de mama é através da mamografia, o exame é feito através de um aparelho de raio-x que pode identificar tipos de lesões benignas ou malignas que podem indicar um câncer na região.O exame, quando feito regularmente, pode reduzir em até 30% as mortes.

Leia também: Quais alimentos comer ou evitar para prevenir câncer de mama.

Mesmo com forte divulgação na mídia, a pesquisa mostrou que as mulheres ainda precisam de mais informações relacionadas ao assunto.

Sobre a mamografia a pesquisa mostrou que:


• 38% das mulheres acreditam que o exame seja obrigatório apenas após os 40 anos
• 26% acima de 35 anos
• 19% acima dos 30 anos
• 8% acha valido que o exame seja feito a partir da 1º menstruação
Ainda que não frequente, 70% das entrevistadas já fez o exame em algum momento da vida, 81% através da rede particular e 20% pela rede pública.

Quando questionadas sobre a última mamografia:


• 45% delas fizeram em 2015
• 32% em 2014
• 12% entre 2008 e 2012
• 6% em 2013
• 5% não lembram do ano





A visita regular ao ginecologista é um dos cuidados que a mulher não deixa de lado, mais da metade das entrevistadas afirmam fazer consultas mais de uma vez ao ano.

• 64% consultam o ginecologista pelo menos uma vez ao ano
• 22% fazem duas consultas anuais
• 6% não sabem
• 4% uma vez a cada dois anos
• 2% vão mais de duas vezes ao ano e uma vez a cada cinco anos

Fonte: Hibou

Leia mais sobre Câncer de mama no Saúde da Mulher
 
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada