Ácido fólico na gravidez, dose e importância

Médicos serão orientados a prescrever ácido fólico para todas as grávidas!

Isso é piada?

Ácido fólico na gravidez, dose e importância

Será que existe algum obstetra que não sabe que a gestante (ou mesmo quem está pretendendo engravidar logo) precisa tomar a dose de 400 mg de ácido fólico (esta dose pode variar de acordo com a alimentação ou outros fatores)?

Gente! Se não tomar ácido fólico (ou Vitamina B9) pode ocorrer má formação do tubo neural (a 1° parte no nosso corpo a ser formada - 'saudades de minhas aulas de fisiologia e anatomia' -) e a pessoa ter problemas sérios na coluna, além de poder nascer anencéfalo!!

Ácido fólico na gravidez, dose e importância
Ácido fólico na gravidez, dose e importância

Acho incrível, o fato de eu ter aprendido isso no 2° ano de faculdade (farmácia & bioquímica) e acho temível imaginar que uma pessoa que estudou 6 anos de medicina e fez residência em obstetrícia simplesmente não saiba disso (???).

Para se precaver, se você está grávida, e cair nas mãos de um ginecologista/obstetra que não prescrever ácido fólico nos 3 primeiros meses de gravidez, PELAMORDEDEUS, peça a ele para prescrever a você.

E se você (ou uma parente ou amiga) pretende engravidar JÁ, acrescente os alimentos ricos em ácido fólico à dieta:

Leia mais sobre...
Gravidez
Ácido Fólico
Leia Mais ►

Unhas enfraquecem no inverno

O friozinho da estação pode ser aconchegante, mas tem suas desvantagens - principalmente para a saúde. O clima gelado afeta a pele, os cabelos e até as unhas. É isso mesmo o Unhas enfraquecem no inverno.

Isso acontece devido à desidratação, acentuada com a exposição ao vento, ar seco, frio e à água excessivamente quente do banho. Não raro as unhas ficam fracas e descamam, fazendo o esmalte durar apenas um ou dois dias.

Segundo Fátima Rabay, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional São Paulo (SBD-SP ), outros fatores também explicam a descamação das unhas.

"Doenças como micoses, psoríase, diminuição do hormônio feminino estrógeno, anemia e hipotireoidismo são algumas causas. Também pode agredir a unha o próprio esmalte quando é usado continuamente, devido à presença do formol", explica.

Inverno enfraquece as unhas

É importante deixar a unha "respirar", ou seja, ficar sem nenhum produto, por, pelo menos, dois dias entre uma esmaltação e outra. E optar, sempre que possível, por removedores que não contêm acetona, pois são menos agressivos.

"Usar base antes de cada aplicação de esmalte também protegerá suas unhas e ajudará a fortalecê-las. Outra dica legal para manter suas unhas protegidas, tanto no inverno, quanto no verão, é utilizar luvas para lavar louça e realizar tarefas domésticas"; 

Aconselha Fernanda Monteiro, consultora de tendências e proprietária do Brigitte Nail Bar.

>> Leia mais sobre Saúde das Unhas

Hidratação nas unhas é a palavra-chave


Beber muita água e ter uma alimentação balanceada irão tratar suas unhas de dentro para fora. Também vale marcar uma consulta com um dermatologista para avaliar se a causa não é algo mais grave.

Mas se o problema já se instalou, a solução é caprichar na hidratação. "Nesta estação é imprescindível hidratar constantemente as mãos e as cutículas. Para isso, não é necessário ir à manicure. Em casa, você pode aplicar um creme e massagear cada unha e cutícula por alguns segundos, para que o produto seja completamente absorvido, e lembrar-se de reaplicar logo após lavar as mãos e sempre que sentir necessidade", afirma Fernanda.

Para saber qual produto é o mais indicado entre a infinidade de opções nas prateleiras, fique de olho no rótulo. "Procure hidratantes contendo silicone ou lactato de amônia", sugere a dermatologista.

+ Laser para tratar micose nas unhas

Fernanda indica óleo de cravo e creme com a substância Dexpantenol. "Mas a escolha varia do gosto e preferência da pessoa. O importante é sempre estar atenta ao poder de hidratação dos cremes e ver qual óleo ou produto é indicado para o seu tipo de unha", ressalta.

Fonte: Unhas Decor
Leia Mais ►

Yoga melhora desempenho feminino nas relações íntimas

posições de yoga e a saúde feminina
Você que pratica ou já praticou Yoga sentiu alguma diferença para melhor em sua vida íntima? Notou se teve mais atração pelo seu parceiro, se sentiu menos dor ou se obteve mais satisfação?

Se a resposta foi sim, isso pode não ter sido apenas coincidência como mostra um estudo recente...
Leia Mais ►

Que roupa intima feminina usar para manter a região íntima feminina saudável

A região íntima feminina costuma ficar quase sempre muito abafada, devido às roupas justas, como calças muito apertadas e tecidos sintéticos e as calcinhas sintéticas. Mas não precisa ser sempre assim. Saiba que roupa intima feminina usar para manter a região íntima feminina saudável.




Roupas apertadas e/ou sintéticas impedem a circulação de ar na região, o que gera aquecimento do local, propiciando a alteração de pH. Esses fatores associados (ou mesmo sozinhos em quem está com a imunidade baixa) pode levar a proliferação de fungos e/ou bactérias que podem causar doenças - as quais podem ser de difícil tratamento ou com altas taxas de reincidência - além de poderem gerar maus odores.

Confira, abaixo, uma lista do que usar para se prevenir destes problemas prejudiciais à saúde íntima:

ROUPAS ÍNTIMAS FEMININAS MAIS INDICADAS PARA A SAÚDE ÍNTIMA


1. CALÇAS: Prefira calças mais largas que não abafam, nem apertam a área. Porem, se você adora calças apertadas, use-as de vez em quando e tente não ficar com ela por muitas horas e se encontrar uma calça justa, que ela seja de algodão, ou com 50% de algodão no tecido.

2. VESTIDOS: Alternar entre calças, vestidos e saias é outra boa dica. Se você gosta de saias e vestidos, invista em várias (curtas e longas) e, use-as sobretudo, em dias de MUITO calor, quando a região íntima feminina fica mais quente e úmida.

3. CALCINHAS ('cuecas', se você mora em Portugal): prefira calcinhas de algodão porque permitem que a região íntima “respire” melhor. Se você gosta de roupa íntima de Lycra, prefira as que têm fundo de algodão - já que é esta a parte que encosta em sua região íntima.

+ Dicas para manter a região íntima feminina saudável

4. BIQUÍNIS: não fique, jamais, com a calcinha do biquíni ou o maiô molhado. Não tenha preguiça. Troque o biquíni por outro seco. Além disso, se você estivar na praia, e, ao sair do mar e perceber que o biquíni está cheio de areia, busque um vestiário com ducha (se possível) e tire a areia do biquíni.




5. ROUPAS DE GINÁSTICA: para fazer atividades físicas, escolha roupas feitas com tecidos tecnológicos próprios para esporte, que permitem a circulação de ar e evitam o abafamento que pode causar odores indesejados.

+ Saúde Íntima

Além desses cuidados, use sabonete íntimo diariamente (salvo se seu médico indicar o contrário) e prefira dormir sem calcinha, para deixar a região arejada.

+ Artigos relacionados com a saúde região íntima feminina:



Tratamento Natural para Candidíase 
Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada