Novo remédio para menopausa sem hormônio se chama Brisdelle

Um novo remédio para menopausa sem hormônio acaba de ser aprovado nos Estados Unidos.

O novo medicamento da indústria farmacêutica Noven terá o nome de Brisdelle. Seu principal princípio ativo é um antidepressivo chamado paroxetina, um inibidor seletivo da serotonina.

A FDA apontou que era necessário encontrar um tratamento sem hormônios, mas considerou que o Brisdelle é minimamente eficaz, ou seja, a reposição hormonal ainda é mais eficiente para acabar com o calorão da menopausa.
novo remédio para menopausa Brisdelle

Entretanto, devido aos fortes efeitos colaterais dos hormônios (estrógeno ou estrógeno + progesterona), qualquer tratamento não hormonal deve sempre ser tentado antes de optar pelos hormônios, como exemplo temos alguns medicamentos fitoterápicos, que podem ajudar a combater o mal com menos efeitos negativos.

Leia mais sobre Menopausa.

Mas, até os fitoterápicos necessitam ser prescritos por um médico, pois é um erro acreditar que fitoterápicos não têm efeitos colaterais.

Não foi informado quando, e se o medicamento chegará ao Brasil.

fonte: Estadão

Leia Mais ►

Vacina contra HPV para meninas de 9 e 13 anos será grátis

A partir de 2014, a vacina contra HPV (o papilomavírus) será oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para meninas de 10 e 11 anos e de graça. De acordo com o Ministério da Saúde, em anúncio nesta segunda-feira (1º).

A vacina estará disponível em cerca de 5 mil postos, entre escolas públicas e particulares (em forma de campanha) e unidades de saúde (de maneira permanente). O Brasil estima que vão ocorrer 17,5 mil novos casos de câncer do colo do útero em 2013, sendo o HPV uma das principais causas.

Vacina contra HPV para meninas de 10 e 11 anos será gratuita

A vacinação será feita em meninas de 9 e 13 anos, em intervalos de dois e seis meses entre a segunda e a terceira doses, respectivamente.

"Temos de preparar esse público, envolver as meninas e a família, reforçar a orientação, o porquê de a faixa etária ser de 10 a 11 anos, antes do início da atividade sexual".

Disse Padilha. A administração será feita depois da autorização dos pais.

>> Leia mais sobre Saúde Íntima

"A vacina não elimina a necessidade do uso de preservativo e da realização do exame papanicolau. Mesmo protegendo contra a maior proporção dos cânceres, não protege 100%. Essas meninas estarão mais protegidas, mas continuarão realizando o rastreamento [do vírus] com o exame preventivo", disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Em 2012, 11 milhões de exames papanicolau foram realizados.

Complemente sua leitura com o artigo: Câncer no colo do útero: pesquisa reveladora!
Leia Mais ►

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada