Adoçantes que grávidas diabéticas podem usar

Se você for diabética e estiver grávida deve estar com a seguinte dúvida: Qual adoçante uma grávida com diabetes pode usar?

Confira o que se sabe de mais recente sobre o uso dos adoçantes na gravidez de acordo com a ADA (American Diabetes Association):

Adoçantes que grávidas diabéticas podem usar


Adoçantes proibidos na gravidez! (adoçantes que você deve evitar se estiver grávida)



Adoçantes que grávidas diabéticas podem usar
Adoçantes que grávidas diabéticas podem usar

- Ciclamato de Sódio: Este adoçante pode atravessar a placenta e causar danos genéticos ao bebê. Passe longe!


- Sorbitol: Não é tóxico nem carcinogênico, porém pode provocar flatulência, cólicas e diarreia, além de aumentar a perda de cálcio na urina. Evite o excesso.

Leia também: Diabetes gestacional

- Frutose: Açúcar natural das frutas e do mel pode provocar hiperglicemia e aumento dos triglicerídeos no sangue, por isso, evite-os durante a gravidez. Mas atenção, não há motivos para tirar as frutas da sua rotina.

- Esteviosídeo: Apesar de natural, é desaconselhado para gestantes pela falta de estudos que comprovem a sua segurança. Pelo seu gosto amargo, é geralmente associado a outros edulcorantes, como a sacarina e o ciclamato de sódio. Fique atenta!

Adoçantes permitidos na gravidez! (adoçantes que você pode usar se estiver grávida)


- Sucralose e Acesulfame K: Não apresentam gosto residual, não são tóxicos ou carcinogênicos para mãe e filho. Liberados!

- Aspartame: Antes muito criticado, o aspartame já foi inocentado. Uma gestante teria de consumir no mínimo 240L de bebidas adoçadas por dia para atingir uma quantidade tóxica. Também não existem evidências até o momento de que o aspartame atravesse a placenta, despreocupando os portadores de fenilcetonúria, (doença na qual há problemas no metabolismo do aminoácido fenilalanina, parte da composição do aspartame). Ainda sim, o uso deve ser moderado durante a gestação.


- Sacarina: Ainda há muitas dúvidas sobre os seus efeitos transplacentários, porém ela faz parte da lista de uso permitido. O problema é que, por causa de seu gosto amargo, é sempre associada a outros edulcorantes, como ciclamato de sódio. Se for esse o caso, evite!


- Neotame: É um derivado do aspartame e menos de 20% da fenilalanina é liberada no sangue. Sem efeitos tóxicos, o uso desse adoçante para gestantes está liberado.

Atenção:

Sempre leia o rótulo para garantir o consumo apenas dos edulcorantes permitidos durante a gravidez. Além disso, procure variar os tipos de adoçantes durante a gravidez.

Assim, quando o frasco acabar, compre outro com adoçante diferente. Você evitará chegar perto do consumo máximo permitido. Na dúvida sobre sua alimentação procure um nutricionista. Siga a orientação do seu médico!

Fonte: Einstein (Rachel Helena Vieira Machado, nutricionista clínica do Einstein)​

Leia mais sobre GESTAÇÃO
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo.

Não indicamos medicamentos, pois apenas um médico, dentista e farmacêutico são autorizados a prescrever prescrever medicamentos e, ainda sim, em um local físico de trabalho.

Fornecemos aconselhamento/assistência farmacêutica.

Infelizmente, não conseguimos responder a todas as perguntas, mas muitas são respondidas pelos próprios internautas que veem as perguntas e as respondem.

ATENÇÃO!
Respostas que não foram escritas pelo Saúde da Mulher NÃO são de responsabilidade do Blog.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada