• Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher
  • Anunciar no Saúde da Mulher

Menstruar ou não menstruar

Menstruar ou não menstruar? A possibilidade de se livrar ‘daqueles dias’ é cada vez mais incentivada. Veja os pontos baixos e altos

por MICHELE NUNES
michele.nunes@diariosp.com.br

Não dá para negar que o período da menstruação é chato. Além do desconforto de usar absorventes, ainda têm as cólicas e a TPM que incomodam. Com os métodos contraceptivos e as intervenções hormonais de hoje, é possível suspender a menstruação sem contraindicações. Especialistas garantem que interromper a menstruação pode ser benéfico. Mesmo assim, muitas mulheres ainda têm receio de aderir à medida.

“Não existe nenhuma contraindicação para a interrupção do fluxo menstrual. A princípio, qualquer mulher pode procurar o médico e perguntar qual é o método ideal para ela fazer isso”, explica a ginecologista Ana Lucia Beltrame. Para o ginecologista e obstetra Soubhi Kahhale, é importante que a decisão seja exclusivamente da mulher. “Ninguém deve se deixar influenciar pelo desejo do parceiro ou por imposição médica. A mulher pode parar de menstruar se isso for um grande incômodo para ela”, defende o médico.

Além da pílula de uso contínuo, dos adesivos anticoncepcionais e do anel vaginal, Ana Lucia explica que existe outro método eficiente para fazer a interrupção. “O DIU de progesterona é uma opção de baixa dosagem hormonal e é colocado dentro do útero. Ele pode interromper o fluxo ou aumentar para vários meses o espaço entre cada menstruação.” Kahhale conta que esse DIU causa baixíssima absorção hormonal, pois age direto no útero. “Sua ação é apenas no endométrio. Além de suspender a menstruação, é um método anticoncepcional eficiente”, completa o médico.

Mais benefícios de não menstruar

Os médicos explicam que não há estudo comprovando que a suspensão cause qualquer mal também para a mulher que queira engravidar. “Não existe o menor risco de infertilidade. Pelo contrário, já está comprovado que mulheres vítimas de endometriose (que causam dores e podem dificultar a vida sexual) podem resolver o problema parando de menstruar”, diz Ana Lucia. “A interrupção também tende a diminuir as chances de câncer nos ovários.”

SIM (menstruar)

TERMÔMETRO
A menstruação serve como um aviso de que tudo está bem com o organismo

TESTE DE GRAVIDEZ
Muitas mulheres gostam de menstruar para terem certeza de que não estão grávidas

SENSAÇÃO DE LIMPEZA
Mesmo sem comprovação médica, algumas mulheres juram que se sentem mais limpas

MENOS INCHAÇO
Com a baixa dos
hormônios, a retenção de líquido cai, diminuindo o inchaço

EFEITOS COLATERAIS
Os medicamentos para parar de menstruar podem causar inchaço, cólicas e dor de cabeça


NÃO (não menstruar)

SEM CÓLICAS
Para quem sofre de cólicas fortes, parar de menstruar pode ser a solução

PREVINE DOENÇAS
Cortar a menstruação ajuda a prevenir endometriose, anemia e alguns miomas

SEM TENSÃO
A alteração hormonal do organismo é muito menor, o que leva a TPMs menos intensas

PRATICIDADE
Viver sem os comuns incômodos da menstruação pode tornar a vida mais prática

REVERSÍVEL
A mulher pode voltar a menstruar sempre que quiser, sem efeitos colaterais

Leia mais sobre menstruação

Fonte: Este artigo tem como totais créditos o site Diário de sp
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada