Ácido fólico suplemento para corredoras

As mulheres que praticam corrida e que sua dieta tem baixas calorias podem desenvolver irregularidades menstruais severas, com baixa produção de estrogênio e, consequentemente maior risco de doenças cardíacas.

O primeiro sinal de doença cardíaca pode ser medido pela redução da dilatação da artéria braquial em resposta ao fluxo de sangue, limitando o consumo de oxigênio, o que afeta negativamente a performance atlética.




O estudo liderado por Anne Hoch mostrou que a suplementação oral de ácido fólico melhora a função vascular de mulheres corredoras amenorréicas. A pesquisa foi publicada em maio de 2010 no Clinical Journal of Sport Medicine, e o time de estudiosos mostrou que a administração de 10mg de ácido fólico melhorou a vasodilatação no grupo de mulheres amenorréicas.

O ácido fólico, que está sendo considerado uma das vitaminas do complexo B, está presente em alimentos como nozes, brotos, amendoas, castanhas, arroz integral, figado bovino, cogumelos, tomate, ervilha, brócolis e espinafre.
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Um comentário:

  1. boas tardes...eu deixe de tomar a pírula em fevereiro e desde então tenho tido relações sem protecção porque quero engravidar...so que tenho feito teste e da todo negativo, mas de saúde esta tudo bem...sera da ansiedade de quer ser mae que o período não me aparece...se voltar a tomar a pírula de novo...sera que volto a ter o período...e quanto tempo leva a pírula a sair do organismo para eu poder engravidar...aguardo resposta

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo.

Não indicamos medicamentos, pois apenas um médico, dentista e farmacêutico são autorizados a prescrever prescrever medicamentos e, ainda sim, em um local físico de trabalho.

Fornecemos aconselhamento/assistência farmacêutica.

Infelizmente, não conseguimos responder a todas as perguntas, mas muitas são respondidas pelos próprios internautas que veem as perguntas e as respondem.

ATENÇÃO!
Respostas que não foram escritas pelo Saúde da Mulher NÃO são de responsabilidade do Blog.

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada