Amor eterno existe?

Amor PODE ser eterno sugere um artigo da "Review of General Psychology".

Este artigo analisa a possibilidade de que o amor romântico (com intensidade, envolvimento e interesse carnal) pode existir em relacionamentos de longo prazo, ou seja, se o amor eterno existe mesmo...

Leia também: Sucos que evitam rugas.

Amor eterno existe?
Amor eterno existe?

Uma revisão de taxonomias, teoria e pesquisa sugere que o amor romântico, sem a obsessão, componente típico da fase inicial, pode existir no longo prazo, e nos casamentos, e está associada a satisfação conjugal, o bem-estar e elevada auto - estima.




Para corroborar a ideia de que amor eterno existe, apoiar os papéis distintos do amor romântico e obsessão em relacionamentos de longo prazo, uma análise de um conjunto de dados moderadamente com uma grande comunidade de jovens, identificou latente fatores independentes para o amor romântico e obsessão e uma subamostra de indivíduos que relataram níveis muito elevados de amor romântico (mas não obsessão), mesmo após o controle social para a oportunidade.

Leia também: Como fazer um spa caseiro.

Finalmente, uma meta-análise de 25 estudos relevantes constatou que, em curto e longo prazo relacionamentos, amor romântico (sem obsessão) foi fortemente associado com relação satisfação, mas obsessão foi negativamente correlacionado com o mesmo em longo prazo e de forma positiva, a curto prazo relacionamentos. (PsycINFO Database Record (c) 2009 APA, todos os direitos reservados).

E você acredita em amor eterno?

Fonte: Review of General Psychology.
Conteúdo do Saúde da Mulher é informativo/educativo. Não exclui consulta com profissional de saúde. Este artigo pertence ao Saúde da Mulher. Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.

Mais posts...

Não encontrou o que buscava? Pesquise

Pesquisa personalizada